segunda-feira, 30 de maio de 2011

POEMA A VIDA É UM JOGO

 
                                                               
                                

A VIDA É UM JOGO

A vida é vulcão incandescente, é fogo
Rola como a lava desse vulcão
A vida é um jogo
Para ser bem vivida tem de haver competição
Temos de mostrar íntima capacidade
De competir com seriedade
Lutar intimamente sempre com emoção
Mostrar criatividade
Manter o coração sempre em festa
A vida é um jogo
Enfeitemos o caminho como a flor da giesta
Competir nunca será como um logro
Competir é lutar apenas para nos valorizar
Quando jogamos com alguém, entramos em competição
Para valorizar o desempenho dos rivais
Com os ganhadores devemos entrar em comunhão
Devemos competir, sendo leais
Se a competição se desenvolve em grupo
Se liderarmos mostremos aos demais
Mostremos capacidade de motivar
Que a palavra amor trunfo vindo dos ancestrais
Sirva para motivar companheiros
Também para mostrar motivação aos rivais
A vida é um jogo
Que as leais competições não se tornem actos banais

Daniel Costa


CONVIDO A VISITAR O ESPAÇO,  "ENCONTROS LUSO BRASILEIRO DE POESIA", ALÉM DOS MEUS POEMAS,   TEM SEMPRE O DA POETSIA NORDESTINA, MA SOCORRO, COO-AUTORA COMIGO.
VALERÁ A PENA!...

D.C.

 

sábado, 28 de maio de 2011

POEMA DIAMANTES


Olá! Tudo bem contigo ?

Tenho o prazer de informar que o teu BLOG foi indicado pela Mariazita, do Blog ‘A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias ‘http://acasadamariazita.blogspot.com/, para concorrer ao Selo BLOG DA SEMANA em votação que se inicia dia 24/05/2011 às 20:00 horas( horário de Brasília) e ficará aberta durante todo o dia 31/05/2011 no BLOG DO SUPER WILL http://wwwwillblog.blogspot.com, idealizador do Selo, tendo por objetivo homenagear e promover a confraternização blogueira através da troca de links, divulgação e experiências,bem como expandir os conhecimentos em relação aos habitantes e amigos da Blogosfera.

A ferramenta de votação s e localizará e estará disponível do lado esquerdo( sidebar) do BLOG DO SUPER WILL, logo abaixo dos SEGUIDORES. Caso queira seguir mais de perto a votação basta nos adicionar no Twitter http://twitter.com/#!/lukazi/

Facebbok http://www.facebook.com/profile.php?id=100001551921121

ou no Orkut http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?origin=is&uid=15499608365589745089

E obtenham comentários, resultados parciais e notícias em tempo real.

O Blog vencedor será anunciado dia 31/05/2011, no encerramento da votação. Como premiação ganhará um Selo personalizado, uma descrição sobre seu Blog, com direito a uma parte do próprio layout de seu Blog e um Depoimento valorizando ainda mais esta suada conquista, ambos na página BLOG DA SEMANA. Além disso será divulgado por 7 dias na página principal do BLOG DO SUPER WILL logo na parte de cima do , onde ao clicarem na imagem de um selo extra-ofical do layout de seu blog serão imediatamente redirecionados a ele.

Por gentileza, favor nos cientificar que recebeu essa mensagem através de um comentário no Mural de Recados do BLOG DO SUPER WILL .

Informamos também que você pode se manifestar contra a sua indicação antes do início da votação através de nosso e-mail http://wwwwillblog.blogspot.com/, como desejar, não sendo necessário expor suas razões, caso não queira. Imeditamante prolongaremos os prazos e contactaremos a Mariazita, que nos indicará um outro Blog substituto.
Outras informações na página BLOG DA SEMANA no BLOG DO SUPER WILL http://wwwwillblog.blogspot.com

Prestigie e divulgue essa idéia !

Ao final da votação, independente do resultado, garantimos que sua Blogosfera se expandirá e jamais será a mesma.

Não deixe de participar dessa homenagem àqueles que de alguma forma contribuem para a vida inteligente e pensante na REDE. Você e seu Blog estão, sem dúvida nenhuma, incluídos entre eles.

E como de costume após ler e degustar um pouco de seu Blog, informo também que estou seguindo-o e visitarei mais vezes.

Parabéns pela indicação e boa sorte!!!

PEDIMOS AGORA LICENÇA PARA INFORMAMOS O SEGUINTE:

Informamos aos nossos amigos Seguidores de que o Blog do Super Will está concorrendo ao TOP BLOG 2011 e estamos pedindo seu voto ao clicar no Banner azul TOP BLOG localizado no lado esquerdo do blog, logo em cima. Lembrando que após votar é preciso que confirmem o voto através do link de confirmação que virá em seu e-mail, tá bom.

Desde já agradecemos e nos sentimos muito honrados por mais esta honra!

Nosso muito obrigado!!!


POEMA DIAMANTES

Histórias mirabolantes
Estão na literatura que conhecemos
Dos cobiçados diamantes
No fundo são as pedrinhas
Que príncipes oferecem a princesas
Também reis ofertavam a amantes
Tudo jogatinas
Em reinos distantes
Polícias, ladrões, espiões, traficantes
Muitos cifrões
Num mundo de burlões
Parece tudo organizado
Num meio de muitas confusões
Para Diamantino, disseram um dia
Num país em guerra
Tudo o que vês é pedra
Não uma pedra qualquer
Esquece, mesmo que tropeces
Numa mais brilhante
Porque tudo é diamante
Nenhuma vês
Pode estar a espionagem
E faz-te a folha de vez
Visitando um museu
Foi como pisasse o chão, o que comoveu
Mais tarde alguém, Diamantino esclareceu
Gananciosos compravam todas as pedras
Que as guerras sustentavam
Porém uma parte
Sendo de diamante, não tinha quilate
Desfaziam-se por entre dedos num instante
E a guerra continuava incessante
Ninguém percebia, só porque tinham goela
Proibiam-se animais de capoeira
Talvez disfarçando qualquer asneira
Porque havia discriminação
Julgava-se que para a vida inteira
E os diamantes
Reluzentes, os verdadeiros
Embarcavam para mundos inteiros

Daniel Costa


AGORA IR A BLOG SUPER WIIL, A ESQUERDA LOGO ABAIXO DOS ACOMPANHANTES VOTE EM DANIEL MILAGRE, CARREGAR NO LIK. PRESTIGIE OS BLOGUEROS.
CHAMO A ATENÇÃO:
VOTAR PODE SER VÁRIAS VEZES / DIA
http://wwwwillblog.blogspot.com/
CONVIDO A VISITAR O ESPAÇO,  "ENCONTROS LUSO BRASILEIRO DE POESIA", ALÉM DOS MEUS POEMAS,   TEM SEMPRE O DA POETSIA NORDESTINA, MA SOCORRO, COO-AUTORA COMIGO.
VALERÁ A PENA!...

D.C.

terça-feira, 24 de maio de 2011

POEMA CURRICULO


Olá! Tudo bem contigo ?

Tenho o prazer de informar que o teu BLOG foi indicado pela Mariazita, do Blog ‘A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias ‘http://acasadamariazita.blogspot.com/, para concorrer ao Selo BLOG DA SEMANA em votação que se inicia dia 24/05/2011 às 20:00 horas( horário de Brasília) e ficará aberta durante todo o dia 31/05/2011 no BLOG DO SUPER WILL http://wwwwillblog.blogspot.com, idealizador do Selo, tendo por objetivo homenagear e promover a confraternização blogueira através da troca de links, divulgação e experiências,bem como expandir os conhecimentos em relação aos habitantes e amigos da Blogosfera.

A ferramenta de votação s e localizará e estará disponível do lado esquerdo( sidebar) do BLOG DO SUPER WILL, logo abaixo dos SEGUIDORES. Caso queira seguir mais de perto a votação basta nos adicionar no Twitter http://twitter.com/#!/lukazi/

Facebbok http://www.facebook.com/profile.php?id=100001551921121

ou no Orkut http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?origin=is&uid=15499608365589745089

E obtenham comentários, resultados parciais e notícias em tempo real.

O Blog vencedor será anunciado dia 31/05/2011, no encerramento da votação. Como premiação ganhará um Selo personalizado, uma descrição sobre seu Blog, com direito a uma parte do próprio layout de seu Blog e um Depoimento valorizando ainda mais esta suada conquista, ambos na página BLOG DA SEMANA. Além disso será divulgado por 7 dias na página principal do BLOG DO SUPER WILL logo na parte de cima do , onde ao clicarem na imagem de um selo extra-ofical do layout de seu blog serão imediatamente redirecionados a ele.

Por gentileza, favor nos cientificar que recebeu essa mensagem através de um comentário no Mural de Recados do BLOG DO SUPER WILL .

Informamos também que você pode se manifestar contra a sua indicação antes do início da votação através de nosso e-mail http://wwwwillblog.blogspot.com/, como desejar, não sendo necessário expor suas razões, caso não queira. Imeditamante prolongaremos os prazos e contactaremos a Mariazita, que nos indicará um outro Blog substituto.
Outras informações na página BLOG DA SEMANA no BLOG DO SUPER WILL http://wwwwillblog.blogspot.com

Prestigie e divulgue essa idéia !

Ao final da votação, independente do resultado, garantimos que sua Blogosfera se expandirá e jamais será a mesma.

Não deixe de participar dessa homenagem àqueles que de alguma forma contribuem para a vida inteligente e pensante na REDE. Você e seu Blog estão, sem dúvida nenhuma, incluídos entre eles.

E como de costume após ler e degustar um pouco de seu Blog, informo também que estou seguindo-o e visitarei mais vezes.

Parabéns pela indicação e boa sorte!!!

PEDIMOS AGORA LICENÇA PARA INFORMAMOS O SEGUINTE:

Informamos aos nossos amigos Seguidores de que o Blog do Super Will está concorrendo ao TOP BLOG 2011 e estamos pedindo seu voto ao clicar no Banner azul TOP BLOG localizado no lado esquerdo do blog, logo em cima. Lembrando que após votar é preciso que confirmem o voto através do link de confirmação que virá em seu e-mail, tá bom.

Desde já agradecemos e nos sentimos muito honrados por mais esta honra!

Nosso muito obrigado!!!

MEUS AMIGOS AGORA SOU EU A PEDIR A VOSSA VOTAÇÃO, CARREGANGO NO…………………………………

FICO MUITO GRATO A TODOS, QUANTOS ME VISITAREM DURANTE ESTA ÚLTIMA SEMANA DE SEMANA DE MAIO EM VOTAÇÃO. APENAS PODERÃO VOTAR UMA VEZ POR DIA, MAS POR CADA E-MAIL QUE POSSUAM.

22 de Maio de 2011 17:46

                               
                                                               
CURRICULO
Para subir na sociedade
Cheguei a perito em anúncios
A própria modéstia constrangia-me
Seria um princípio, a tenra idade?
De facto, continuo sendo modesto
Floresceu da minha condição
Há por outro lado a hipertensão
Esta esvoaçava, soltava-se o gesto
Ficava outro, talvez eu
Empolgava-me, falava
Sem falar de mim, dizia o que convinha
O emprego era meu
Curriculo até tinha
Provei-o sempre
Para continuar a subir
Só entrava noutra linha
Novo, trabalho, novo sucesso
Até que um dia, um convite
Um engano, uma insensatez
Seria progresso?
Sem trabalho não podia
Num suspiro fundo
Uma pequena pausa
Ténue paragem de um dia
Enfim o curriculo até valia
Creio que julgaram mal
Os que vieram depois
Além de curriculo
Não estava ali um pão sem sal
Encarnava a infinita bondade
Podia ter espalhado dúvidas
Fazendo certas revelações
De espantar a máxima autoridade
Não àquele antro clerical
Sem interferências, viria a acabar
O previsível deu-se
A mentira publicitária
Não terá sido o menor mal

Daniel Costa

AGORA IR A BLOG SUPER WIIL, A ESQUERDA LOGO  ABAIXO DOS ACOMPANHANTES VOTE EM DANIEL MILAGRE, CARREGAR NO LIK. PRESTIGIE OS BLOGUEROS

http://wwwwillblog.blogspot.com/

domingo, 22 de maio de 2011

POEMA EMPIRISMO



POEMA EMPIRISMO

O que poderá parecer abismo
Se respirarmos bem para raciocinar
Não passará da filosofia do empirismo
O poeta parece querer filosofar
Como a filosofia nunca será lirismo
Quem assim pensou – errou
Ou teve preguiça de pensar
Nem sequer na ideia filosófica cismou
Devia pensar bem, tentar não errar
Como o filosofo, na sua busca, amou
O pensador de tanto pensar e amar
Sabendo que podia errar sempre ousou
Enquanto amava, a verdade procurava
Não vivia, nem podia viver de lirismo
Pensava ou pensa em filosofia
Ter de partir da filosofia do empirismo
Será assim que o poeta ideias transmitirá
Proclama solidariedade, não abismo
Parecendo e sendo empírico alertas deixará
Ideias filosóficas ao mundo
A esse mundo como que adormecido
Sempre em profundo estado de hibernação
De olhar como que estarrecido
Precisa de um certo olhar de pensador
Todo o mundo necessitará, afim de ser mais esclarecido
Um esclarecimento, um pensamento
Pensamento mais reluzente, deixaria o universo embevecido
Para que reine a solidariedade, não a mediocridade
Deve haver de empirismo filosófico, uma dose
Dose de empirismo muito necessária na universidade
O pensar, o passar por pensar, pelo empirismo
Para que não estagnem por limite de idade
Devem estar sempre a renovar-se
Com o caderno de empirismo sempre aberto à mocidade
Não fiquem só saber fingir que pensam
Há que agir sempre, ainda que empiricamente, com tenacidade
Mesmo com estoicismo fraternal
Pela social fraternidade e amor de igualdade

Daniel Costa



quinta-feira, 19 de maio de 2011

POEMA IMENSO BRASIL


IMENSO BRASIL

Para avistar o Cruzeiro do Sul
Viajo para lá do Oceano azul
Salto à Praia de Copacabana
Em sonho, vou até à de S. Vicente
Quilómetros além da cidade Paulista
Onde aportou, primeiro Álvares Cabral
O marinheiro, o grande Senhor
Aí começou Vera Cruz
Como o Tozzini escrevia
Radialista, mas não Doutor
Ali teria sido rezada a primeira missa
Mais tarde a exótica madeira
Inspirou o actual nome, outra bandeira
De muitos amigos, vinha a informação
Era tudo, como um enlevo, uma canção
Recortes de jornais, que arquivei, com emoção
Que será feito desses amigos do coração
Os que recebiam e falavam da Franquia
A D. Edna, o Alex Picanso, o Centeno
O Catta Preta, o Barbedo
O Lauro Natali, o Barros
E vários outros, que o Américo Tozzini
Era como se fosse avô, não ficava quedo
Bastantes recortes de jornais
Nos meus arquivos e anais
“Os Cinco Minutos com a Filatelia”
No programa “Pulo do Gato”
Da Rádio Bandeirantes,
Lá estava a inesquecível Franquia
Era o grande Tozzini que fazia
Que será feito desses amigos de um dia?

Daniel Costa

terça-feira, 17 de maio de 2011

POEMA MULHER DE PRETO

                                           

MULHER DE PRETO

Uma mulher bela e sedutora
Fortaleza de militância social
Ou não fosse uma lutadora professora
Nos seus jogos de sedução, afinal
Por vezes é usual usar vestido preto
Faz a sua militância afincada e usual
Como qualquer mulher do nordeste
Desse nordeste brasileiro
De vivências folclóricas no agreste
Centenas de quilómetros de costas atlânticas
Onde a mulher se pode banhar
A diversidade de rostos femininos
Leva a meditar e espraiar, trás à lembrança o doce luar
Porém a mulher de preto a lutar, tem sempre o teste
Meu Deus!... A dengue, a epidemia sazonal
Que existe no grande Maranhão
Provocada por insecto tropical, poderá ser mortal
A mulher de preto o sofre
Há ali uma questão de salubridade, será normal?
Entre outros, é motivo para a preocupar
Preocupar a bela mulher de preto a lutar pelo seu ideal
Como qualquer mulher nordestina
Na diversidade de rostos femininos, encontramos o ser leal
Atrai-me esse nordeste
Onde militam mulheres, sobretudo a mulher de preto
Um ser que anda sempre na militância social
Já que adoro quem ama o semelhante, ser amigo prometo
Daquela mulher de preto

Daniel Costa


domingo, 15 de maio de 2011

POEMA VINDIMA

<br/><a href="http://oi51.tinypic.com/2mdnggn.jpg" target="_blank">View Raw Image</a>

VINDIMA

Moita dos Ferreiros
Certa noite atravessei, numa Caminhada
Dirigia-me a uma vindimada
No Casal Torneiro
Ali perto do Bombarral
Mantimentos iam no bornal
O patrão Chico Bento
Encarregara de arranjar grupo
Ao Américo do Casal
Quinze dias, o desterro
Que soou a liberdade celestial
Dormir na palha era banal
Sustento, batatas cozidas
Chicharro seco e Sardinhada
Sardinha prateada, como se fora para banquete
Aparecia na madrugada
Consistia, em cortar uva, a jornada
De formosa ramada
Cada cesto de pau, quando cheio
Encosta acima a despejar na tina
Para o lagar era transportada
Dezasseis anos e da vida sabia nada
Ouvia historietas, ao som de sorrisos
Fixei uma bastante engraçada
Caso de infidelidade
Dizia o homem:
Vi, foi mesmo de pé, mulher danada
Retorquia esta:
Não gostaste de estar na taberna encantada?
Cesto vazio, cesto cheio
Encosta acima
Vindima terminada
Vinte e dois mil e quinhentos por jornada
O rapaz, se também merecia, os levava
A terminar, uma ceia de adiafa
Para a festa bacalhau, alto como nunca vi
Mais as batatas, grande tachada!
Na própria adega
Na goela, o forte tinto carrascão refrescava
Depois do adeus e da última dormida
O grupo, pelas mesmas vias, encetou a abalada.

Daniel Costa

quarta-feira, 11 de maio de 2011

POEMA EVANIR

                             

                            

POEMA EVANIR

Ali no hemisfério Sul
Deus passou um dia
Viu mares e rios, com a sua água azul
Esteve num lugar do Brasil
Preconizou, nascer ali uma grade cidade
Com muita vida, cor azul anil
Que se chamaria São Paulo, quando chegasse a cristandade
Andou mais para cima, junto à costa
Numa praia que viu linda de verdade
Linda como todo o povo gosta
Não viu algum menhir
Tirou as sandálias e ali na praia descansou
Logo preconizou também - ali viria a viver Evanir
Para tal faria ali nascer a cidade de Guarujá
Não seria na hora
Hoje um mundo tão belo haverá
Deus assim o quis fazer sentir
Através de uma mulher de coração lindo
Que se chamaria Evanir
Ela no Atlântico do Sul
Ao do Norte, sentimentalmente está a unir
Que mulher interessante e bela!
Sente-se o amor que alardeia
O seu coração denota-se como uma tela
Na denominada Pérola do Atlântico
Como Guarujá
A mulher sensível terna como Evanir
Não faz distinções entre cá e lá
Sem restrição ama todos os continentes
Mais à mão o de cá
Desse outro mundo, mora a terna Evanir
Na pérola Guarajá
Outra pérola, uma interessante mulher se faz sentir
Ama o mudo e melhor dele fará

Daniel Costa




domingo, 8 de maio de 2011

POEMA PRESSA DE VIVER

Daniela Ruah

PRESSA DE VIVER

Tenho pressa de viver
A um oitavo de década
Na segunda encarnação
Da primeira, nada arrepende
Recuperei a pressa de viver
Pois então!
Que hei-de fazer?
Se tenho pressa de viver?
Reparo que ainda estão
A fazer labiríntica gestão
Não acabaram os “boys”
Pois então
A segunda encarnação
Será mais curta
Porque tem de ser
Tenho pressa de viver
Traduz empurrar
O natural acto de morrer
Naturalmente é fazer jus
Ao ditado que diz:
“Deitar cedo e cedo erguer
Dá saúde e faz crescer”
Ou seja alargar o tempo
Nesta encarnação também uso
Tenho pressa de viver
Não ao desuso
Quem vai, com desejo de morrer
Deixo passar, quero viver
Abrir as mãos e dizer
Deixem-me, estou a fazer!
Tenho pressa de viver
Quero recordar
Os meus três anitos
Da tia que então feneceu
Da miúda, que de mãozinha dada
A subir a Rua me acompanhava
Recordo o desgosto
Porque logo morreu
Sempre com pressa de viver
Fiquei eu!...

Daniel Costa

quinta-feira, 5 de maio de 2011

POEMA CIRENE



POEMA CIRENE

Voando na tecnologia que há
Acomodado em Lisboa
Dou uma passagem pela Baia do Guarajá
Já sei da verdejante, quiçá exuberante Amazónia
Adoro a zona e paro em Belém, capital do Pará
De repente aparece-me a Cirene
Não, engano no nome não há
A mulher é linda, será de beleza perene
Cirene Guimarães Girou Girou
Mulher nova, viúva, transparente
Com três filhos lindos que me mostrou
À sua beleza acrescenta sensualidade
Como de Goiás que é, continua a gostar de namorar
Adora flores, na flor da idade
Simples, meiga, sensual, ama e gosta de se cuidar
A Cirene é terna e simples com alguma vaidade
Ama o viver, ama as pessoas
Adora cinema, é cinéfila da, sua cidade
Com três filhos, sabe administrar o tempo
É de crer que o condão lhe advém do seu bacharelato
Do seu bacharelato em contabilidade, por exemplo
Virado para a informática, hoje um conceito lato
O que leva a poder falar-lhe de Lisboa em vídeo
Voar pelas auto-estradas da comunicação
É um regalo ter contactos de amizade com a Cirene
Estar em Lisboa e ter Goiás à mão
O longinguo Estado  
Do signo touro, que não se confunda com leão
É temente a Deus, chocando-a ocorrências tristes
No Brasil desse pulmão
É por lá que está a Cirene
Uma amiga do peito, assim como uma oração

Daniel Costa

domingo, 1 de maio de 2011

POEMA MÃE HÁ SÓ UMA


MÃE HÁ SÓ UMA

Tudo é uma questão de convenção
Assim foi estruturada a sociedade
Convencionou-se o Dia da Mãe então
Em Portugal no primeiro Domingo de Maio
É a bonita celebração
Se todos têm pai, também nasceram de uma mãe
Muitos ainda contam com os seus carinhos
De quem os desvela como ninguém
É normal se reunirem e festejarem juntos
O que se deve prezar como um bem
Por mim que já cheguei à idade da orfandade
O meu coração fica em festa também
Recordo o bem, o esmero, que usufrui
Do amor de mãe
A mãe de quem herdei viver feliz
Com o estremecimento de alguém
Apesar de ter carregado nove filhos no ventre
Oito, criou sempre com esmero
Da primeira, a Esperança, a lembrança perdurou
Perdurou a terna emoção da perda numa oração sem desespero
Como foi terna a minha mãe!...
Recordo-a sempre
Porém no seu dia renderei mais amorosa emoção
Como se fora o meu presente
Não me esqueci dela
Aquela mulher bonita que os filhos muito amou
Com a sua capacidade muito singela
Quero desejar em cada dia convencionado Dia da Mãe
Que todos possam sentir
A emoção por quem na sua vida é, ou foi alguém
Como ainda hoje sinto os valores
Que me infundiu a minha boa mãe!...

Daniel Costa
NOTA: Dedico o poema a todas as mães do Brasil, sobretudo as que aqui me visitarem, recordando que no Pais irmão o Dia da Mãe se celebra no segundo Domingo da Maio.