terça-feira, 23 de agosto de 2016

POEMA ANJO DA CULTURA E DA PAZ

<br/><a href="http://oi66.tinypic.com/2qjzuhi.jpg" target="_blank">View Raw Image</a>

ANJO DA CULTURA, DA PAZ

Empunhemos um cartaz,
Ilustrado com o anjo da cultura
Anjo da cultura, da paz
Que os deuses lhe aponham desenvoltura
Que seja por toda a terra pertinaz,
Como angélica floricultura
Jardim de alvura que satisfaz
Jamais guerras:
- Que as substituam literatura!
Anjo da cultura, da paz
A invoquemos em escultura,
A invoquemos assaz
Alicerce de arquitectura
Risonha, de sensatez tenaz
Melodiosa partitura
Anjo da Cultura da paz


Daniel Costa

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

POEMA AJUDEMOS A SALVAR A HUMANIDADE

 

AJUDEMOS A SALVAR A HUMANIDADE

Usemos de inteligente suavidade
Formemos batalhões de salvadores
Salvemos a humanidade
Se para tudo temos gestores!
Sejamos gestores de boa vontade
Que em tudo haja amores de valores
Fazendo circulatória a afabilidade
Demonstremos ser da paz cultivadores
 Demonstrando sem ambiguidade!
Humildade de profetas pensadores
Olhemos o semelhante com fraternidade
Expurgando preconceitos étnicos aterradores
Pregando paz e a total igualdade
Que todo o humano tenha direitos pacificadores
De contumaz honorabilidade
Nas veias não corre sangue, pigmentado, de primores:
- A natureza não criou desumanidade
Quem se atreve a criar desarrumadores?
Sendo xenófobos, de, e… Por maldade!
Sejamos da paz mentores,
Ajudemos a salvar a humanidade!...

Daniel Costa



sábado, 13 de agosto de 2016

POEMA ELEVA-TE E ELEVARÁS A SOCIEDADE


ELEVA-TE E ELEVARÁS A SOCIEDADE

Sempre com humana humildade
Essa luz enfática e prática
Eleva-te e elevarás a sociedade
Numa elevação mística
Pugnemos por voluntária seriedade
Por prática dogmática
Humildade também cria atractividade
Humildade na dialéctica
Eleva-te e elevarás a sociedade
Devemos ajudar a torna-la estética
Com rosto de atenta docilidade
A nunca perder a escolástica
Alma de sagacidade e capacidade
Em jeito de mental ginástica
Eleva-te e elevarás a sociedade
Nos becos da florescente dinâmica
Nos cruzamentos da criatividade
Nas ruas da óptica da justiça
Nas estradas da cristalinidade
Da permanente luz prática
Eleva-te e elevarás a sociedade

Daniel Costa