DANIEL MILAGRE

A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

sábado, 23 de setembro de 2017

POEMA MERIDIANO DO AMOR

Awesome skirt. The look and fit are both perfect.

MERIDIANO DO AMOR

Meridiano do amor
Do céu escolhi a estrela
Olho para ela com ardor
Olho-a como aguarela
De brilho encantador
De encantada Cinderela
Meridiano do amor
Saborosa macieza de avelã
Doçura de primor
Ternura de capela
Adorável beleza interior
Tenor de zarzuela
Meridiano do amor
Encantada donzela
Anjo madrugador
Arcanjo de beleza de tela
Amo-a com carinho de vigor
Velo-a como fora sentinela
Meridiano do amor

Daniel Costa

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

POEMA ANJO DELICADO

Foto de Daniel Cordeiro Costa.
ANJO DELICADO

Anjo delicado
Passadeira aveludada
Bordada a prateado
Eternidade sagrada
Reluzente pontificado
Bastão de jornada
Anjo delicado
Sorriso de fada
 Levemente amendoado
Veste doirada
Pela humanidade apaixonado
Serenidade gravada
Anjo delicado
Missão programada
Teor apurpurado
De coros rodeada
Terno bailado
Bondade declarada
Anjo delicado

Daniel Costa


segunda-feira, 18 de setembro de 2017

POEMA A ÚLTIMA ENGUIA

style-wild-young-and-free: style-wild-young-and-free: ♡ style-wild-young-and-free ♡

A ÚLTIMA ENGUIA

A última enguia
A conhecer o cabaço
Eça da exéquia
Fim reprodutivo baço
Poço de pequena fasquia
Reprodução no espaço
Verdadeira relíquia
Na courela do pedaço
O poço servia de lavandaria
A então límpida água, o esboço
Transportada, na horta evoluía,
No cabaço, como maquia
Viajava a água como em saco
Representava grito de aleluia
Um grito em traço
Quando havia despejo, surgia guia
Cardápio – ricaço
Almoço: caldeira de enguia
Acabou no cabaço, naquele dia
A história da última enguia

Daniel Costa