A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

domingo, 14 de janeiro de 2018

POEMA ESTRELA FLUORESCENTE


ESTRELA FLUORESCENTE

Estrela fluorescente
Brilho sentido, reservado
Infinito, convincente
Eternamente conservado
Aura transparente
Cá da terra acarinhado
Estrela fluorescente
Brilho sentido, reservado
Metafísico, opalescente
Rasgo amado em privado
Olhado com brilho, de adolescente
Olhar para sempre enlevado
Estrela fluorescente
Brilho sentido, reservado

Daniel Costa



5 comentários:

✿ chica disse...

Poema lindo tão bem ilustrado com a querida Severa! abração praianos aos dois,chica

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Gostei muito desta bela estrela fluorescente meu amigo.
Um abraço e bom Domingo.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Um poema tão fluorescente como a nossa amiga Severa.
Lindo Daniel.
Bjs-Carmen Lúcia.

silvia de angelis disse...

Una bella serie di versi dedicati all'amata
Un saluto,silvia

Graça Pires disse...

Que o brilho dessa estrela fluorescente não lhe falte, Daniel.
Uma boa semana.
Um beijo.