A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

domingo, 20 de maio de 2018

POEMA VIÚVA DO AMOR


VIÚVA DO AMOR

Viúva do amor
Íntimo respeito
Respeito e ardor
Amor, trejeito,
Trejeito encantador
Do céu o olhar,
Visando o amor
Amor de viúva,
O ser tem direito
 Amor de vida
Vida de respeito

Viúva do amor
Amor escorreito,
Amor firme
Firme de ternura,
Firme a preceito

Vestido preto
Realçando o amor,
 Amor que se finou,
O preito,
O preito que ficou,
Nobreza nova,
Nova… Como amou
Nova que germinou,
Passado que se amou,
Ao presente,
Ao presente assomou

Viúva do amor
Amor escorreito,
Amor firme
Firme de ternura,
Firme a preceito

Daniel Costa

11 comentários:

✿ chica disse...

Linda tua poesia,Daniel! abração,tuuudo de bom,chica

Ivone disse...

Lindo poetar, versos rimados e bem construídos, que é sempre muito bom de se ler!
Linda a "viúva do amor", amei ler e ver!
Abraços apertados amigo poeta Daniel!

Daniel Costa disse...

Nova fase querida amiga Ivone, após o "estágio", nova fase de versatilidade.
Beijos

Graça Pires disse...

Viúva de um amor… Nada fácil.
Uma boa semana, Daniel.
Um beijo.

Pedro Luso disse...

Amigo Daniel, depois de algum tempo volto ao seu blog onde encontro essa bela poesia.
Parabéns. Uma boa semana.
Grande abraço.
Pedro

Daniela disse...

Lindo Poema!
=))

Bjinhos

Amélia disse...

Maravilhoso!! Adorei ler o belo poema.
Um abraço.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um belo poema amigo Daniel, gostei deste seu trabalho.
Um abraço e continuação de uma boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

A Nossa Travessa disse...

Meu caro Danielamigo

Uma viúva como aquela que mostras na imagem merece tudo até mesmo um poema... :-)
Aliá um bom poema cujo final me permito transcrever: Viúva do amor
Amor escorreito,
Amor firme
Firme de ternura,
Firme a preceito


Muito bem e parabéns.

Um abração do teu amigo
Henrique, o Leãozão
_______
Tal como havia avisado acabo de publicar na Nossa Travessa um novo artigo de minha autoria intitulado É difícil viver com um irmão mongoloide. Com ele inicio uma saga que se inspira nas narrativas da nossa Amiga Elvira Carvalho a quem agradeço o “empurrão”…

Zilani Célia disse...

OI DANIEL!
MUITO BONITO, AMIGO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Mariazita disse...

Meu querido Daniel
Nem sei bem o que dizer deste teu magnífico poema...
Acho que me entendes...
Gostei, é claro, e muito. Aliás, muitíssimo (com uma certa comoção, que compreendes...)

Bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS