quinta-feira, 1 de setembro de 2011

POEMA ÁFRICA


                                  

                                             

                                            

POEMA ÁFRICA

No nosso mundo há muita coisa fantástica
Não o vejamos apenas como mau e cruel
Olhemos as belezas de África
Um continente onde também há sabor a fel
Uma jóia de África é a Ilha de Moçambique
Que deu nome a um país, por onde terá passado mel
Falo da Lucinda essa mulher linda
Linda que brilha como o luar
Sensual e bela sempre e ainda
Capaz de fazer frente ao brilho do sol a incidir no mar
Olhar a beleza dessa mulher
É exercício, pensem o quiserem, é de pasmar
O poeta, o poeta do amor platónico
Ter a Lucinda como amiga é de encantar
Que mulher aquela!
Como sabe, estar sempre presente e actuar
Dizer o que pensa, assim como o azul dos seus olhos
Reluzentes, incandescentes com brilho no olhar
Lucinda é uma jóia de grande quilate
Uma pérola, uma safira a brilhar
Pode haver quem, ao ler isto ache um dislate
Toda a mulher pode ser bela
Interiormente uma flor
Sentir o amor do mundo como ela
A beleza está na natureza interior, onde há lugar ao amor
A um amor profundo, como o que inspira Lucinda
Lucinda apresenta a sua graça, sua garridice exterior
Aquela mulher é, excitante
Lucinda, é como o luar, mais como um sol
Como um luar de amor, um sol de África, brilhante
Aprecio olhar de Lucinda e o seu brilho, de bonita flor
O seu brilho, faiscante

Daniel Costa

12 comentários:

Desnuda disse...

Querido amigo Daniel,

Belíssimo poema - homenagem e belas fotos que confirmam a beleza, o entusiasmo e o brilho de Lucinda.

Beijos com carinho para ambos.

Ma Ferreira disse...

Caro amigo poeta..

Mis um dos seus lindos poemas.
Com certeza a Lucinda e merecedora de tao lindo versos!!
bj

xistosa - (josé torres) disse...

Caríssimo Daniel Costa

Tem mesmo que ser verdade se o afirmas tão veementemente neste poema.
Conheci Angola (África, logicamente) na mais tenebrosa "passeata", há +/- 40 anos.
Penso que regressei para actualizar a minha vida na Net.
As férias foram-se e mais algo.
Quero visitar os amigos... e são tantos.
Para já um abração e INTÉ!!!

lita duarte disse...

Belo poema, Daniel.
Fotos lindas.

Bjos.

Vanuza Pantaleão disse...

Luz...Lucinda brilha mais ainda em seu poema, meu maravilhoso amigo.
Mama África agradece e precisa do nosso apoio e carinho.
Daniel, tenha um bom e repousante final de semana.
Beijinhos, amigo meu!!!

Everson Russo disse...

Quantas e quantas belezas e poesias nessa Africa de sonhos e amor...belissimo meu amigo...abraços fraternos de bom final de semana pra ti.

Maria disse...

Como sempre uma homenagem maravilhosa. Amigo poeta deixei no meu cantinho “SELINHOS – Presentes dos AMIGOS” - http://maria-selinhos-presentesdosamigos.blogspot.com/ - um miminho especial é o Selo “Este Blog eu Recomendo” o seu cantinho merece, pois é um espaço onde a beleza e sensibilidade dos seus poemas tocam sempre o coração dos seus leitores.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Everson Russo disse...

Um belo sábado pra ti meu amigo...abraços fraternos.

Marta disse...

A beleza está no interior....
Mais um belo poema/homenagem...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

MARILENE disse...

Você está sempre a usar o seu talento nessas homenagens. São fruto de um espírito atento e sensível, que lê com perfeição os detalhes das amigas que nos apresenta.
Bjs.

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Mais um belo poema, mais um imenso momento de poesia, adorei e deixo um beijinho.
Rosa

Vanuza Pantaleão disse...

Moçambique, uma ilha que, aqui mesmo, na nossa cidade, ganhou nome de rua. A áfrica é um continente multifacetado e magnífico, mesmo com os problemas que apresenta.
Parabéns mais uma vez, Daniel!
As fotos estão o máximo!
Amizade e ternura...