quarta-feira, 3 de setembro de 2014

POEMA A TRANQUILIDADE SE OFERECEU





A TRANQUILIDADE SE OFERECEU

A onda pressentiu e aconteceu
Mudara o teor da afabilidade,
A tranquilidade se ofereceu
O que já parecia ingenuidade,
O mundo íntegro, não gemeu
Fez uso de sagacidade,
Pois, se estava em ritmo de ateu,
Em procura da verdade,
Pedra de toque, teor que se perdeu
Ia ruindo a afabilidade.
A flor parecia em mausoléu!
Soltou de todo, a irritabilidade,
A tranquilidade se ofereceu
Houve a esperada oportunidade
Que de forma inesperada apareceu,
Parecia mera casualidade
Ato de acaso que nasceu!
Escamotear honorabilidade
Certa indignidade prevaleceu,
Prevaleceu com sabor a deslealdade.
A tranquilidade se ofereceu
Num astro de musicalidade!
A tranquilidade se ofereceu! 

Daniel Costa
 
 

16 comentários:

✿ chica disse...

Linda poesia e sempre inspirações interessantes! abraços,chica, lindo SETEMBRO!

Anne Lieri disse...

Mais um poema muito lindo de sua autoria,Daniel! Sempre bom visitar seu blog. bjs,

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Lindas palavras amigo Daniel,sempre muito inspirado.
Bjs-Carmen Lúcia.

Ivone disse...

Daniel, lindíssimo poema, as suas rimas me encantam, com palavras rebuscadas bem do jeito que amo ler, assim meu amigo poeta, aprendo e enriqueço cada vez mais!
Abraços apertados!

Célia Rangel disse...

Em momentos de intranquilidade, nada como o bom senso da dignidade! Belo poema. Isso é sinônimo de vida.
Abraço.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Sem tranquilidade não se pode viver. Lindo poema, Daniel.
Beijo*
Renata

Lu Nogfer disse...

Aqui, sempre um belo e intenso poetar!
Parabens, mestre das poéticas letras.

Beijos

Marta Vinhais disse...

Um poema bem tranquilo....
Gostei muito..
Beijos e abraços
Marta

Marilene Domingues disse...

Querido amigo Daniel, como é bom aqui estar, ler e reler esse encanto de poema, onde você traduziu com lindas palavras, não fáceis de serem entendidas, mas com atenção bem interpretadas. Como é bom saber que no lugar da indignidade com sabor de deslealdade,a tranquilidade se ofereceu num astro de musicalidade! Parabéns pelo lindo poetar!
Deixo um abraço carinhoso pra você meu amigo.
Marilene

dinapoetisadapaz disse...

Um poema muito bem estruturado, enxuto e harmônico. Obrigada pela prazerosa leitura. Tenha um dia azul amigo! Bjs no coração!

São disse...

Que poema inspirado, Daniel !

Feliz Setembro :)

São disse...

Que poema inspirado, Daniel !

Feliz Setembro :)

Dorli disse...

Oi Daniel,

Lindo poema,poeta
Cada vez mais inspirado.
Eu estou bem, só um pouco magoada. Não sei se volto.
Beijos
Lua Singular

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Daniel! A madrinha inspiração continua sempre ao teu lado belo poema meu amigo.

Abraços e um ótimo final de semana para ti e para os teus.

Furtado.

Vanuza Pantaleão disse...

Pois é, amigo, a tranquilidade sempre há de superar o mal e a deslealdade, basta que tenhamos paz e amor no coração.
Obrigada aí por sua visita e carinho que nunca me faltaste.
Bom fim de semana e um beijãozão no seu poético coração!!!

MARILENE disse...

A dignidade nos leva a reflexões, diante do que nos incomoda. E nada melhor que a consciência limpa para se ter tranquilidade. Bela construção poética, meu amigo. E ótima escolha musical. Bjs.