quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

POEMA QUANDO FUI JORNALEIRO A CRÉDITO

Professora Athena, 20 anos...:

QUANDO FUI JORNALEIRO A CRÉDITO

Como um édito,
De extensa biografia
Quando fui jornaleiro a crédito,
Jeito de cenografia
Configurando um súbdito,
Eficaz, benemérito,
Diria cosmografia,
Quando fui jornaleiro a crédito,
Foi outro dia, era heliografia,
Jornaleiro emérito,
Palavra mais tarde da lexicografia,
Escrita sem preconceito
Quando fui jornaleiro a crédito,
Mental monografia,
Talvez em sânscrito,
Registo de xilografia
Jornaleiro assaz erudito
Passageira de tipografia
Elevação de súbito
Ainda por litografia
Quando fui jornaleiro a crédito!

Daniel Costa




6 comentários:

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Uma poesia bem diferente Daniel!
Gostei muito.
Bjs-Carmen Lúcia.

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Bom dia, querido amigo , Daniel,

"POEMA QUANDO FUI JORNALEIRO A CRÉDITO",
fiquei um bom tempo relendo seu poema, sua construção com as palavras muito bem
alinhadas nos dão uma perspectiva bem diferente. Gostei da criatividade, peculiar
no nobre escritor. Grande abraço!

Bandys disse...

Bem criativo, gostei.
Alias onde vc toca vira belas poesias.
Beijos

Jaime Portela disse...

Belo poema.
Diferente dos diferentes, como sempre.
Daniel, tem um bom fim de semana.
Abraço.

Graça Pires disse...

Uma boa semana.
Beijos.

Maria Rodrigues disse...

Sempre inspirado meu amigo.
Beijinhos
Maria