A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

POEMA ACORDA PECADOR, ACORDA


 

ACORDA PECADOR, ACORDA

Acorda pecador, acorda
Certo dia: um prevaricador
 Um homem, um “papa-açorda”
De descuidos; aproveitador
Com sua mente concorda
Servir um perfil de receptador
O ofício divino recorda:
- Assiste e escuta o prior
Adormece… Não discorda,
Adormece, como telespectador,
Dormitando, estremunhado ouve:
- Do púlpito o abade pregador,
Estremunhado recorda:
- Ao escutar o abade-prior:
- Acorda pecador, acorda!...
- A corda esta aqui… Senhor Prior!...

Daniel Costa

(Ensaio poético)



4 comentários:

Rejane Tazza disse...

Na certa o pescador há de acordar ! Linda tua poesia! abração,chica

Cidália Ferreira disse...

Amei o poema!!

Beijos e um excelente dia!

silvia de angelis disse...

Sempre piacevolissima la lettura dei tuoi versi
Un saluto,silvia

Graça Pires disse...

Gostei deste seu poema narrativo com espírito de humor…
Uma boa semana, Daniel.
Beijos.