quarta-feira, 9 de maio de 2012

POEMA A PALAVRA SAUDADE


A PALAVRA SAUDADE
Nasceu com a portugalidade
A sétima palavra de mais difícil tradução
A palavra saudade
Sucedeu-lhe a nostalgia, sentida no País irmão
Logo na gesta dos descobrimentos, uma verdade
Que com a Língua, para a Brasil , foi com a emigração
A palavra saudade
Do rectângulo Atlântico, a palavra se estende à Galiza então!
Se para lá do rio Minho se estende de verdade
Que até ao tratado de Tui, apenas era da Espanha ilusão?
A palavra saudade
Das mornas de Cabo Verde, outra versão
No cantar de Cesária Évora, eterna verdade, sodade
Em Portugal no fado está a máxima expressão
A palavra saudade
No samba, na bossa nova, no Brasil no violão
Pelos cinco continentes, está a grande verdade
Diáspora de fraternidade e solidão
Expressam a palavra saudade
Amor e nostalgia em comunhão
Como escreveu, descrevendo a saudade
O genial artista, de Lisboa, João Villaret
Em tornée no Rio De Janeiro, criou com vivacidade
No Brasil cantou o grande Francisco José
A palavra saudade
Vestida de “Recado a Lisboa” e olé
Em Lisboa para toda sociedade com seriedade
Recriou, declamou, imortalizou o autor com fé
“Recado a Lisboa”, ode à saudade
Acto de mundial de fidelidade que é

Daniel Costa




13 comentários:

MA FERREIRA disse...

Ola querido amigo Poeta Daniel!!

Lindo seu poema saudade..esta palavra
tão dificil de ser traduzida..
Lindas imagens de Lisboa..
Lindo video cantado...

Parabéns por tudo e muito obrigada por fazwr parte da familia de amigos.

Te convido a visitar meu blog. Comemoro 2 anos do blog. Tem um selinho por lá.

E nunca me esqueço do Poema Ma Ceramista. Foi o primeiro poema que ganhei na minha vida. E o seu tão especial, falando da arte que tanto amo!!
bj

Desnuda disse...

Querido amigo Daniel,


Como já disse o poeta desenvolve maravilhosamente bem esta linha poética. Adorei!


Os vídeos acompanham o brilhante post.

Beijos com carinho

Everson Russo disse...

É uma palavra da nossa língua em que a tradução está apenas no coração, na alma, nos sentimentos,,,em tudo que a gente sofre com ela...abraços fraternos de bom dia pra ti amigo.

MARILENE disse...

Os vídeos são lindos e suas palavras, perfeitas. Saudade, um significado que só os corações sabem, e que você cantou com beleza.

Bjs.

Maria Luiza Silveira Teles disse...

Oi, amigo:
Que beleza o seu poema e os vídeos. Só nós, que falamos o português, temos o privilégio de expressar, com precisão, esse sentimento que nos corta a alma: a presença daquele que está ausente fisicamente.
Parabéns! E um grande abraço,
Maria Luiza

Marilu disse...

Querido amigo, lindo poema, e essa palavra que só nós temos, como as vezes nos faz sofrer. Beijocas

Everson Russo disse...

Um bom final de semana pra ti meu amigo...abraços fraternos.

Bandys disse...

Daniel,

Saudade brilha no ar como se fosse uma estrela que não esta la...

Eu sinto saudade de vc quando vc não vem me ver.

Beijos

ELAINE disse...

Querido amigo Daniel! Inspiradíssimo, hein... Como sempre, rsrsrs! Lindo! Saudade é dor que não se sente, desatina sem doer, a falta do ausente! um abençoado sábado, repleto de muita paz e alegria! Grande e carinhoso abraço!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Everson Russo disse...

Um belo sábado pra ti meu amigo...abraços fraternos.

Severa Cabral(escritora) disse...

Amigo Daniel!
Saudade é um sentimento universal que traz e deixa tantos mistérios.E a verdadeira saudade nos acontece de maneira particular em cada um de nós.
E vc na escrita soube expressar de forma tão poetica sem temer à vida,um desfio constante que vives entre esses dois países:
BRASIL X PORTUGAL
Abç

Mariazita disse...

Por motivos relacionados com a saúde de meu marido, que tem requerido cuidados redobrados, não tive possibilidade de vir ao computador, nem sequer para agradecer e retribuir a tua visita.
Peço desculpa de recorrer ao “copy & paste”, mas doutra forma não poderia dizer, a todos e a cada um: Obrigada!
(Por sorte preparei a semana passada um post para publicar amanhã, domingo, Dia das Mães no Brasil.)
Obrigada pela amizade e carinho.
Beijinhos

Maria Rodrigues disse...

Meu amigo poeta a saudade quanto toca o nosso coração dilacera muitas vezes a nossa alma. Como sempre brilhante.
Bom domingo
Beijinhos
Maria