A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

sexta-feira, 18 de maio de 2012

POEMA SONHO MEU

  
Foto saida na revista Plateia de 18 de Março de 1967
A contar da direita, Vitoriano  Rosa (representante do Director), 
Daniel Costa e António Alcaraz, em representação da então Fábrica Gráfica,
Bertrand & Irmãos, no almoço de aniversário da Agência Portuguesa de Revistas

Meu quarto livro

SONHO MEU

Era noite escura como breu
Desencontros
Sonho meu
Foi como duma era de apogeu
Tinham imaginado o Zip Zip
No espaço quem azougado, o encarnava era eu
Todo dia subia a escadaria
Sonho meu
Votei a subir de chinela no pé
Subia ligeiro como para o céu
Agora a escadaria era moderna
O soalho ficava ao léu
Foi assim que lá caiu a chinela
Provas revistas por autor meu
Com a pressa de entregar ao Cabelo
Não sorriam: era o nome chefe de turno do tempo de Zebedeu
Salão de composição, letragem a chumbo quente
Deus do céu
Sonhei com a modernidade do tempo
Só ao chegar a casa dei por estar com o pé ao léu
Sonho estranho, sonho de retrocesso
Naturalmente, inverso, do tempo do Orfeu
Como em todos sonhos acordei e sorri feliz
Sonho meu
Deus assim o quer, que recordasse quis
Um anjo encarregará de secundar
O moderno relacionado este sonho meu

Daniel Costa


11 comentários:

Jose Torres disse...

Apesar de ter o tempo controlado (mas só pelo relógio que nunca mais avaria e pára!!), vim dar uma leitura a mais um poema.
É um balsamo para o resto da noite.
Desejo um bom fim de semana

Evanir disse...

Boa Noite Amigo Querido..
Já não temos tempo como antes eu aqui com alguns problemas e você escrevendo mais um de seus encantadores livros.
Lindo poema amigo querido da gosto de ler seus poemas.
De fácil entendimento muitas vezes leio poemas tão complexos quase precisa de um dicionario para decifrar as palavras empregadas .
Aqui tem poema e rima lindo mil vezes lindo poeta amado.
Um lindo final de semana beijos no seu doce coração.
Evanir.

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite meu amigo Daniel !
Que beleza!!!!!!
Imagem bonita que guardas de um tempo
que traz as recordações vivenciadas...gostei do óculos,kkkkkk
Seu poema ganhou um delicioso toque clássico,no deslumbramento de um sonho...
Falar de um escritor quando lança um livro é o mesmo que provocar o leitor,pois traz uma curiosidade e um questionamento reconhecível...
Que palavras encontrarei para aplaudir o poeta que tem no seu projeto racional tantos livros para serem lançados ainda.Espero que o conteúdo desse livro seja o seguimento da capa.Pois nos traz desejos de ler ou de sair cantando por ai,kkkkkkkkkk.
Óbvio que o desejo está na leitura...
Abç

Tunin disse...

É sempre um tom de cor maravilhosa os teus poemas.Mestre é mestre!
Bom final de semana.
Abração.

Desnuda disse...

Querido amigo,

A sua foto ilustração, adorei. A capa do livro ficou realmente muito bonita e as letras sugerem ritmo de forma muito agradável ao olhar. Ao amigo desejo sempre sucesso ( mais e mais) e felicidades ( ainda mais).

Beijos com carinho

Everson Russo disse...

Que bela imagem meu amigo, que esse sonho jamais tenha fim, sonhar é alimentar a alma...acariciar ao coração, sucesso sempre...abraços fraternos de boa semana pra ti.

Everson Russo disse...

Uma bela semana pra ti meu amigo...abraços fraternos.

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Daniel. Bela imagem que denota um tempo feliz, de criação e festividade.
O poema é muito interessante, e creio mesmo que Deus sabe de todas as coisas, e que você já estava predestinado a escrever, e tão bem.
Sonhos são sempre bem vindos, e precisamos alimentá-los!
Um beijo na alma, e fique na paz!

Everson Russo disse...

Um dia de paz pra ti meu amigo...abraços fraternos.

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta

Que continue sempre a sonhar e escrever poemas tão sublimes, para alimentar a nossa alma de bela poesia.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Everson Russo disse...

Um belo dia pra ti meu amigo...abraços fraternos.