quarta-feira, 10 de outubro de 2012

POEMA SANSÃO E DALILA

 


POEMA SANSÃO E DALILA

Como seria o amor de Sibila?
A sonhar surgem pensamentos em profusão
Sanção e Dalila
Bem sei que se está na era do foguetão!
Ao mesmo tempo continua a haver pura argila
Do sonho se chegou ao protão
O meu anjo me protegia de mulheres pérfidas como Dalila
Quis-me provar, então!
Antes de ver qualquer flor bungavilia
Em retrocesso, vi como dela se livrou Sansão
Como era sensual Dalila!...
Com esse poder magistral, então!
Estava com os filisteus, os seus, da sua cidade, ou vila!
Amava o homem, colosso Sansão
Sansão e Dalila
Daquele filme foram expressão
Com o seu poder, o anjo iria mostrar a beleza a surgir da argila
 Sem alvoroço como, primeiro me mostrou, como se vence a traição
Como a pérfida Dalila!
Com a força do seu querer e poder, todo templo se esfumou, ruindo pelo chão
De seguida me vi noutra galáxia, alado a atingi-la
Uma parelha de alazões na sua galera, então!
No espaço voavam, até pararem numa gruta de argila
Que beldade! Que nova visão!...
Louco que sou, a ver tanta beleza: senti-me avaro em segui-la
Porém olhei ao lado, da sensual mulher nova versão
Sanção e Dalila
Despertei do sonho, do atraente panorama de sensação
Como por mim, dividi-la?
De novo a alvura do anjo, seu gesto de luz em ebulição!
Me apontou a fogosidade o amor, de poder segui-la
Deixava-me a força e o poder de Sansão
A marca da argila
O poder, numa nova e suave dimensão
Sansão e Dalila
Apresento a nova e graciosa versão!...

Daniel Costa












 

16 comentários:

edumanes disse...

Na minha imaginação
A Severa é a Dalila
Conquistou o coração
Embarcou num foguetão
Numa viajem colorida
Encontrou lá o Sanção
Na primavera florida!

Não invento não
Mas posso imaginar
Dalila e Sanção
No paraíso a habitar!

Severa na praia
A passear na areia
Água desmaia
Ao tocar na sereia!

É um lindo poema
Com Severa acompanhar
Vale sempre a penar
Seu lindo sorriso olhar!

Ela corações apaixonar
Com sua sincera simpatia
Nos seus lábios o desejo a bailar
Dando as boas vindas do novo dia!

Amigo Daniel Costa
Vim seu poema comentar
À deriva dei à costa
E fui Severa encontrar!

Boa quarta-feira, um abraço para você.
Um beijo para Severa Cabral.
Eduardo.




Everson Russo disse...

Um belo fundir de amor meu amigo...abraços fraternos e uma boa noite pra ti...

Olhos de mel disse...

Como sempre meu amigo querido um poema cheio de amor e paixão. Lindo demais Daniel!
Beijos

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite amigo Daniel!!!!!
Ao penetrar neste poema vejo que o amigo se aprofundou de tal forma que deu significado a profetisa(Sibila)que foi realmente um sonho,mesmo na era do foguetão se chegou ao protão,essa partícula de carga elétrica positiva.E nessa viagem se livrou das mulheres pérfidas...
Sansão e Dalila sempre foi uma história que me encantou,desde que me lembro de vê-la retratada em filme,como em grandes clássicos,agora lendo o seu poema,recordo-me de um grande desafio que fiz a um amigo por esses dias.E o Sansão é uma eterna figura que povoa o meu imaginário.
Seu poema ilustre o mundo poético de forma grandiosa...
Abç

Bandys disse...

Daniel,
Uma bela inspiração. O amor é vivido intensamente.E essa nova versão ficou linda demais.


Beijos

Evanir disse...

Boa noite Amigo Daniel.
Hoje encontrei um lindo poema seu postado a quase um ano no meu blog.
Venho pedir permissão para postar novamente no meu blog.
Amigo parabéns pela musa inspiradora madrinha Severa linda e sorridente nessa belíssima praia um pedaço do nosso Brasil.
Seu poema é esta simplesmente maravilhoso .
Beijos da velha amiga,Evanir.

Everson Russo disse...

Uma bela noite pra ti meu amigo...paz e poesias sempre...abraços fraternos...

Magia da Inês disse...

♪彡♪♫°¸.•♫°`

Muito bonito mesmo!!!!
Bom fim de semana!
Beijinhos.
Brasil

♪♫♫°✿°`╮

Everson Russo disse...

Um belo dia repleto de poesias pra ti meu amigo..abraços fraternos...

Sherazade disse...

Meu amigo querido, sem duvida é um belo poema com a sensibilidade do amor!
Bom fim de semana! Beijos

Anne Lieri disse...

Daniel,sua criatividade não tem fim!Belo poema de Dalila e lindas as fotos da Severa tb!Parabéns por essa divina inspiração!Bjs,

ELAINE disse...

Meu amigo Daniel! Como você está? Inspiradíssimo! Pois as poesias estão cada vez mais lindas!
E vamos nóis... Estou novamente pedindo teu voto; desta vez para a nova fase do Top Blog, o Top 100 Top Blog. Posso contar com teu voto? Se já votou em alguém, não tem problema, pois pode votar em quantos blogs quiser! Para votar é tudo igual como da outra vez! O Selo já está na lateral direita do blog, onde estava o outro! Desde já agradeço, de coração! Juntos chegaremos! Ótimo feriadão!
Abraço carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Evanir disse...

Boa Noite Daniel.
Carinhosamente venho desejar um feliz final de semana beijos no coração,Evanir.

José María Souza Costa disse...

Estimado, Daniel.
Como cantas, tão bem, o Amor.
Saudações, nossa.
Abraços.

Everson Russo disse...

Um belo sábado pra ti meu amigo...repleto de poesias...abraços fraternos...

Catia Bosso disse...

Otima parceria de escrita e imagem...
Severa linda!!!


bjsMeus
CAtita