A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

POEMA AMOR BLINDADO A CHAMPANHE



AMOR BLINDADO A CHAMPANHE



Há quem se banhe
Sem esperar as gotas do seu borbulhar,
Amor blindado a champanhe
Será amor de terno e eterno olhar!
A ter quem o acompanhe,
Era eu, mesmo a sonhar
Pensava em alguém, não se estranhe!
Estranhe, o Beneditino Dom Périnhon evocar,
Se arrepanhe,
No sonho, o frade francês associar,
O método do borbulhar do champanhe,
Onde os enólogos da Quinta da Raposeira o foram apurar:
- Da portuguesa cidade de Lamego, ninguém estranhe!
Também esse se poderá igualar!
Que um anjo me acompanhe!
Cismava assim! Sem dar conta de mim, já me via no ar!
Voava? Que se amanhe!
A alguma galáxia iria parar!
Percorria terra, mar, céus almejando champanhe,
Marca, não específica, bonita mulher a me acenar.
Que ninguém vença e se banhe!
Arrisquei! Os dois sós vamos brindar?
Amor blindado a champanhe!
O anjo, encarnando o frade Dom Périnhon a aprovar
Ainda que um véu de penumbra se estranhe!
A bonita mulher de azul, no seu mundo consentiu, brindar,
As bolhas no palato, nos lábios a estalar! Que se arreganhe!
Em pouco me senti acordar,
O anjo se condoeu, aventura de gostoso champanhe!
A mulher estava ali comovida a me velar
Amor blindado a champanhe,
Eternamente, a podia amar!



Daniel Costa






10 comentários:

Marta Vinhais disse...

O borbulhar dos sentidos...
Na memória do amor, da paixão...
Bom Ano
Beijos e abraços
Marta

Everson Russo disse...

Borbulhas em versos de amor...abraços fraternos meu amigo e um bom sábdo.

LUZ disse...

Olá, Daniel!

O poder da mente, é fantástico.
E isso nota-se naquilo que escreve.

Continue a sonhar, porque o sonho comanda a vida.

Beijo da Luz.

Luzes e Luares, ao seu dispor.

Severa Cabral(escritora) disse...

Amigo Daniel !!!!!!
surpreendente você sempre borbulha em cada poema que nasce aqui,mas esse borbulhou muito mais ao ler,por ser de uma conotação brindado ao amor !
Muito bom quando encontramos razões para blindar alguma coisa.Seu poema merece ser brindado com o mais puro e cristalino champanhe.Aquele que é penetrante,que na boca, o ataque é direto, um prelúdio para o palato,um beijo em nome do amor!
Admiro muito sua criatividade na hora de criar um poema,como esse que você penetrou no nome que vem do frade beneditino Dom Pérignon produzido na França que fez a integridade do vinho que hoje se comemora aqui neste poema em nome do amor blindado!
Só tenho que dizer que vc continua sendo meu poeta favorito.
Ler este poema no som de Fagner temos que borbulhar até noutra Galáxia,rsrrsrsrs.
Abç !!!!!

Everson Russo disse...

Um bom domingo e uma excelente semana pra ti meu amigo,,,abraços fraternos.

✿ chica disse...

Borbulhas da mais ura inspiração chegam aqui... Lindo! abraços,chica

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido Poeta

Que este ano que está a começar lhe traga todos os sonhos do mundo e que a inspiração continue sempre assim bela.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

MARILENE disse...

Severa, a encantar e emoldurar seus versos! O amor borbulha e merece um brinde. Bjs.

Gracita disse...

Bom dia amigo Daniel

Passando pra te deixar um carinho e um abraço. Vim te oferecer o selo literário2013. Conto com você na divulgação. Pegue o seu aqui http://gracitamensagens.blogspot.com.br/2013/01/selo-literario-2013-vamos-ler-leitura.html
Uma linda e abençoada semana recheada de muitas alegrias.
Beijinhos com carinho
Gracita

Everson Russo disse...

Um bom dia pra ti meu amigo,,,abraços fraternos.