A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

sexta-feira, 1 de maio de 2015

POEMA OS AEROGRAMAS






OS AEROGRAMAS

Relataram dramas
Uns azuis, outros amarelos
Os aerogramas
Das guerras coloniais, prelos
Chamados a ser cronogramas,
A viajarem como elos,
Das senhoras do M.N.F. hologramas
De madrinhas de guerra selos
Da revista PLATEIA ideogramas
Variados desvelos,
Que os voos TAP fizeram telegramas
Música de violoncelos
Os aerogramas!
Privilegiados sem atropelos
A representar criptogramas
A formar castelos
Em zonas infestadas de ramas
Onde há segredos de polichinelos
Variadas notícias, também de melodramas
Leituras de sabores díspares e singelos
Os aerogramas! 

Daniel Costa

 
 

8 comentários:

lua singular disse...

Boa noite,
Gostei da poesia, tão diferente!
Beijos

✿ chica disse...

Bem lembrados os aerogramas! Gostei! abração,chica e lindo fds!

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Caro amigo , escritor.
Voltei um pouco no tempo quando li seu poema com o tema "Os Aerogramas".
Quantos fatos podemos relembrar através deles.Seu poema além de bem construído, como sempre nos traz a História, um pouco esquecida. Lindo!
Grande abraço!

Marta Vinhais disse...

O retrato de uma época....Parte de uma história....
Gostei muito...
Beijos e abraços
Marta

José María Souza Costa disse...


Estimado, Daniel.

O mais importante de tudo, é a noticia.
Os aerogramas, também, é meio de comunicação.
Desejos de um bom fim de semana.
Abraços

FILOSOFANDO NA VIDA Profª Lourdes Duarte disse...

Olá amigo!
Passei para apreciar sua poesia linda e deixar o meu abraço e desejar-lhe um Domingo de muita paz e um início de semana abençoado.
Abraços da amiga Lourdes Duarte.
http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/


Graça Pires disse...

Fez bem em lembrar no seu poema os aerogramas. Afinal eles levavam algum conforto a quem combatia na guerra...
Um beijo.

Filha de José disse...

Belo texto... sobre os aerogramas.

AnaVi
filhadejose.blogspot.com