quinta-feira, 12 de novembro de 2015

POEMA UMA DESCOBERTA


 
UMA DESCOBERTA 
 
Mundo de janela aberta,
No século passado invenção
Uma descoberta
Façamos de tudo doce canção
De tudo, amor e oferta,
  Tudo em estado de unção
Seja tudo como comporta,
Se abra a qualquer boa intenção,
Como a verdura da horta,
Que o mundo progrida em união!
Acenando em navio, na coberta
Criando grande prevenção
Prevenção sempre aberta,
A nova intervenção
Diariamente o mundo nos alerta
Dos astros há conjugação
A… Há sempre, pela certa!
Estejamos atentos à distinção
Uma descoberta,
Uma invenção.
 
Daniel Costa
 

7 comentários:

helia disse...

"Estejamos atentos à distinção
Uma descoberta,
Uma invenção..."
Bonita Poesia !

Ivone disse...

Lindo poema que mostra a evolução das invenções e descobertas!
Amei ler amigo poeta Daniel!
Abraços apertados!

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Adorei ler amigo Daniel
Só que essa descoberta,está deixando com que as pessoas quase não dialogam com as outras,somente através do celular por mensagens.
Bjs e um ótimo final de semana.
Carmen Lúcia.

Pedro Luso disse...

Caro Daniel, esta é mais uma de suas excelentes postagens, e mais uma de suas ótimas poesias.
Um bom domingo ao amigo de além mar.
Grande abraço.

ॐ Shirley ॐ disse...

Atual, observador, ótimo poema, Daniel.
Beijos e linda semana!

Blog da Gigi disse...

Abençoada tarde!!!!!!!!!! Beijos

MARILENE disse...

A criatividade das invenções impressiona. Seu uso, muitas vezes, se distancia do que foi esperado. Um ótimo poema, Daniel. Abraço.