terça-feira, 2 de agosto de 2016

POEMA ESTRELA QUE ME GUIA


ESTRELA QUE ME GUIA

Sonho de fidalguia
Amor rebelde de loucura
Estrela que me guia
Visão de ternura
Sonho suave de relíquia
Imaginação de alvura
Fascinação de aleluia
Visão de anjo de candura
Viver que se adoraria
Miraculosa cura
Estrela que me guia
Imergente de armadura
Salto de alta fasquia
Eterno – Cingir de cintura
Antiguidade de Antioquia
Rebeldia de escultura
Estrela que me guia
Amor de sonho de pintura
Estrela que me guia

Daniel Costa



5 comentários:

✿ chica disse...

Poesia e Severa maravilhosas! abração aos dois,chica

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Linda homenagem para essa estrela linda que é a amiga Severa Cabral.
Adorei Daniel!
Bjs-Carmen Lúcia.

Mariazita disse...

Querido amigo Daniel
Reuniste, neste belo poema, duas estrelas : a poesia e a nossa querida Severa - Uma constelação perfeita!

Como habitualmente vou ausentar-me durante Agosto e Setembro. Não queria fazê-lo sem me despedir…
Logo à tarde embarco numa viagem de sete horas (com escala…) para uma praia paradisíaca. No regresso ao blog, em Setembro, publicarei fotos - espero!
Deixarei programadas três postagens, a primeira das quais para o próximo dia 6. As restantes têm lá as datas anunciadas.

Bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Magia da Inês disse...


Eterna estrela guia!...

✿゚╮Bom fim de semana!ه° ·.
✿⊰ه° ·.Beijinhos.

Graça Pires disse...

Ter uma estrela-guia é só privilégio de alguns...
Beijos.