A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

POEMA LINA


LINA

Como o nome, mulher pequenina
Astuta, atenta, domina com sua visão
É assim que reparo e vejo a Lina
A mulher rara que veio do Japão
Não é menina, parece madura
Domina a área do balcão
Terá vida bastante dura
As suas filhas, como ela, mostram educação
Parecem felizes
Com a sua mãe a dominar o balcão
Sendo de origem japonesa
Virão a possuir a bem portuguesa instrução
Sendo felizes como parecem
Enraizar-se na ocidental cultura irão
Um dia, coisas da Lina e da sua visão
Ao sentar-me na mesa com o meu livro
O meu café foi logo servido de antemão
Acompanhava um regalo
Disse ao empregado, não pedi isto, não
Com um malicioso sorriso:
- Encomendou, então!
Foi a Lina que mandou, ela tem juízo
Olhei a Lina sorridente
Ela me acenou, como se o gesto viesse do paraíso
Porque não?
Por minha vez sorri, foi evidente
Olhei a Lina com sorriso e comoção


Daniel Costa


13 comentários:

Sandra Botelho disse...

Linda ela e lindo o poema...
Você é o poeta das mulheres...
Te admiro de montão viu?
Bjos achocolatados

Fernanda disse...

Amigo Daniel!


A amiga Lina não só é linda como é Mulher com letra grande.
Parabéns pelo poema.

Beijos

Hanukká disse...

Olá, lindas palavras...Passei pra deixar um abraço.

Pai Nosso, Deus e Você !!!
VOCÊ: Pai nosso que estais no céu...
DEUS: Sim? Estou aqui...
VOCÊ: Por favor, não me interrompa, estou rezando!
DEUS: Mas você me chamou!
VOCÊ: Chamei? Eu não chamei ninguém. Estou rezando.... Pai nosso que estais no céu...
DEUS: Ai, você fez de novo.
VOCÊ: Fiz o que?
DEUS: Me chamou! Você disse: Pai nosso que estais no céu. Estou aqui. Como é que posso ajudá-lo?
VOCÊ: Mas eu não quis dizer isso. É que estou rezando. Rezo o Pai Nosso todos os dias, me sinto bem rezando assim. É como se fosse um dever. E não me sinto bem até cumpri-lo...
DEUS: Mas como podes dizer Pai Nosso, sem lembrar que todos são seus irmãos, como podes dizer que estais no céu, se você não sabe que o céu é a paz, que o céu é amor a todos?

Pérola disse...

Boa noite.
Muito obrigado meu querido pelo carinho da sua visita.
Me admira a beleza com que expressa suas palavras,é formidável e maravilhoso como valoriza as amigas em questão.
Um abraço carinhoso.
Gosto muito de te ler meu amigo.
Parabénsssssssssssssssssss.

angela disse...

Criativo poema sobre a linda Lina.
beijos

Everson Russo disse...

Lindissima ela belissimo e delicado todo o poema,,,abraços amigo e um belo dia pra ti.

Marta disse...

Um poema maravilhoso como sempre - carinhoso, humano....
Obrigada pela visita

Beijos e abraços
Marta

Mariazita disse...

Olá, Daniel
É muito bonito o teu poema a uma mulher lindíssima!
Acredito que, para além da beleza física, possua também beleza interior, o que te terá levado a dedicar-lhe este belo poema.

Até sábado. Beijinhos

PS - Estou bastante melhor, mas ainda não a 100%. Espero não contagiar ninguém :)

Pérola disse...

Boa noite meu amigo querido.
Vim lhe agradecer a visita que sempre me deixa muito feliz.
Obrigado pelo seu carinho meu querido e por gostar de me ler.
Abraços carinhosos.

Marilu disse...

Querido amigo, linda Lina, belo poema em sua homenagem. Beijocas

Everson Russo disse...

Um belissimo final de semana pra ti amigo,,,abraços fraternos de paz.

Vanuza Pantaleão disse...

Amigo querido,
Venho lhe desejar feliz final de semana e quanto à Lina, ela merece esse Poema e outros mais.
Postei teu Selo Dardos no nosso Porta-jóias com direito a uma quadrinha de Fernando Pessoa.
Fica com Deus, Daniel!!!Bjss

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo poema, como deve ser linda a Lina! Parabéns, querido.

Quanto mais envelhecia, quanto mais insípidas me pareciam as pequenas satisfações que a vida me dava, tanto mais claramente compreendia onde eu deveria procurar a fonte das alegrias da vida. Aprendi que ser amado não é nada, enquanto amar é tudo (...).


O dinheiro não era nada, o poder não era nada. Vi tanta gente que tinha dinheiro e poder, e mesmo assim era infeliz.


A beleza não era nada. Vi homens e mulheres belos, infelizes, apesar de sua beleza.


Também a saúde não contava tanto assim. Cada um tem a saúde que sente.


Havia doentes cheios de vontade de viver e havia sadios que definhavam angustiados pelo medo de sofrer.


A felicidade é amor, só isto.
Feliz é quem sabe amar. Feliz é quem pode amar muito.
Mas amar e desejar não é a mesma coisa.
O amor é o desejo que atingiu a sabedoria.
O amor não quer possuir.
O amor quer somente amar.

Do Amor - Hermann Hesse

Tenha um Bom Fim de Semana, Daniel
Beijos
Renata