quinta-feira, 3 de novembro de 2011

SEREIAS, MUSAS, AMOR



SEREIAS MUSAS AMOR


O poeta tem, sempre um teor
Para escrever
Sereias, musas, por vezes o amor
As sereias inspiraram mais poetas antigos sem peias
Luas ou luares não me dão jeito, Senhor
Senti ao vivo as suas teias
Dormir embalado pelos luares foi penhor
Cerca de dez anos em cabanas, dormi nas eiras
Era ficar noites ao luar nas cabanas
Com ele mentalmente, senti poesia nas beiras
Adorei o luar nas choupanas
Veio a puberdade, veio o desejo de amar
O coração imaginava musas
As sereias eram bonitas na literatura
Bonitas, perversas, almas difusas
Com a musa do amor, a poesia perdura
Quer-se eterna, para o coração sem escusas
Pode partir-se daí para um “buquet” do amor, rodeado de ternura
As musas podem ser o jardim do poeta
O seu mundo de verdura
Amar as musas não é estabelecer confusão
E ter no seu jardim a mais bela, a de maior altura
O amor das musas sempre será platónico
A flor maior, a eleita pode sempre ficar segura
Assim se podem juntar sereias
Musas e amor
Amor sem peias
O amor pode figurar como penhor
Do poeta, das suas veias


Daniel Costa

14 comentários:

Ma Ferreira disse...

Olá querido Poeta!

Mas um lindo poema!!

A Maria Socorro está linda nesta foto!!

Um beijo...

Severa Cabral(escritora) disse...

Amo vir aqui para ver e ler essas declarações em poemas,em forma tbm de carinho que engrandece e infla o ego de quem recebe.
Bjssssssssssssssss

Carla Fernanda disse...

E o amor neste poema tomou forma de musas e sereias.....
Muito lindo!
Beijos amigo!!

Desnuda disse...

Daniel,

O poema ficou belíssimo! Muito bem inspirado porque o poeta está sempre bem motivado. Adorei a foto da amiga Socorro ilustrando mais um belo poema -rosa do jardim poético do amigo Daniel.


Beijos com carinho

Everson Russo disse...

Com toda certeza, sem suas musas o poeta nada seria...elas cantam e encantam versos de paz e de amor...abraços fraternos de bom final de semana.

Maria selma disse...

Oi amigo poeta Daniel,
Um poema inspirador...
Desejo a você
Bom fim de semana,
beijos

São disse...

O amor é sempre um tema eterno, não é?

Venho convidar-te a passar lá por casa amanhã.

Uma serena noite para ti.

Jacque disse...

Lindo Poema, Daniel ! Bom Fim de Semana !

Vanuza Pantaleão disse...

Um poema recheado de beleza e refinamento cultural, onde sereias e musas passeiam diante do Poeta.

Beijinhos, amigo do coração!
Um tranquilo final de semana pra você...

xistosa - (josé torres) disse...

Sereis-Musas-Amor
Uma trilogia que nos ajuda na vivência, nos ilumina o caminho e nos mantém atentos e VIVOS.
Principalmente VIVOS!!!, quer para amar, ser amado e cuidar desse jardim que falas.
Um grande abração e bom fim de semana

Evanir disse...

Querido Amigo Daniel.
Ler seus poemas dedicados sempre a uma musa é prazeroso para mim.
Amada perdoe minha ausência quem sabe nos encontramos no MSN para um conversa de minutos .
Um abraço meu querido.
Um feliz final de semana beijo.
Evanir

Everson Russo disse...

Um belo sábado pra ti meu amigo...abraços fraternos.

Maria disse...

Amigo poeta, as musas sempre foram fonte de inspiração para maravilhosas poesias, como esta.
Beijinhos
Maria

Cristal de uma mulher disse...

Severa está certa Daniel é sempre gratificante ler tanta beleza.

Um abraço e um fim de semana de bençãos

Rachel Omena