A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

POEMA MINHAS DORES, MINHA ALMOFADA


 
MINHAS DORES, MINHA ALMOFADA 

Por um poeta, fui cotejada
Os deuses assim quiseram
Minhas dores, minha almofada
Aconteceu, como promoveram
Bafejo de aurora, de alvorada
Anjos e arcanjos favoreceram
Que detivesse o poder de amada
O desejo e o amor me enriqueceram
 Amor de textura amendoada
Presente o que amados construíram
A dor, ao sentir, ficou atordoada
As dores do amor; se lamentaram
Minhas dores, minha almofada
Elas, as dores, me atormentaram
Persistentes, procuraram morada
Com o meu amor, nada puderam
Minhas dores, minha almofada! 

Daniel Costa


13 comentários:

✿ chica disse...

Até as dores ganham poesia! Linda! nem me fala em dores, andei 5 dias com a coluna estragada,rs abraços,chica

Ivone disse...

O poeta está sempre bem inspirado, amei ler,gostei do verso"...Amor de textura amendoada..." nossa, bem sabes rimar como já lhe disse aqui!Adoro te ler!
Abraços apertados!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi Daniel! Venho aqui sempre com a certeza de encontrar um belo poema. A inspiração sempre ao teu lado.

Abraços e um ótimo final de semana para ti e para os teus.

Furtado.

Lucinha disse...

Daniel,

Nada como uma almofada para afagar nossas dores. Nesse caso, uma almofada pode substituir um ombro amigo.
Lindo final de semana! Abraços.

José María Souza Costa disse...

Olá, Daniel Costa
Bom tudo.

Vim, desejar-te, um fim de semana, bem bom.
Muita Paz. Desejos de alegria. Certeza sim, que independente da tua religiosidade, o Criador, está sempre de plantão, olhando por mim e por ti, e nos convidando, a refletir sempre, que o melhor do mundo, somos nós, os seres humanos. Por isso, somos humanos e, criados, à sua semelhança.
Dito isto, te convido a vim " cumê' um "manuê" cá no meu blogue.
Um abraço.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

E vai bem uma almofada nas horas de dores. Lindo poema!
Beijo*

Magia da Inês disse...

·.✿✿ミ
Maravilhosas flores... perfumadas... serão as almofadas das dores?!...
As dores passam... mesmo que amortecidas por almofadas!...

Bom fim de semana!
Beijinhos do Brasil。♫° ·.
✿⊱

Edumanes disse...

"Minhas Dores, Minha Almofada",
com elas não quero rimar
quero antes a mulher apaixonada
para com ela poder namorar.

Caro amigo poeta,
Daniel Costa
quero a vida bela arejada
junto ao rio lá na encosta.

O seu poema, está sendo agora,
neste momento por mim lido
antes ou depois do romper da aurora
está sim muito bem escrito!

Bom fim de semana, um abraço.
Eduardo.

Graça Pires disse...

As flores, tão belas, fazem no poema uma almofada para as dores mais difíceis...
Beijo.

Bandys disse...

Ola Daniel.

As dores agradecem essas ´palavras tão bem colocadas.
Um beijo e um domingo cheio de paz

Magia da Inês disse...

·.✿✿ミ
Boa semana!
Beijinhos do Brasil。♫° ·.
✿⊱

Marilene Domingues disse...

Querido amigo Daniel, bom dia!
Só dos poetas saem as dores e os amores, assim com palavras carregadas de muita emoção...Flores e almofada! Que seja flores para a amada e que a almofada seja encosto para dois corações apaixonados... Lindo demais!
Beijos com carinho
Marilene

Lita Duarte do Brasil disse...

As dores são necessárias.

Belo poema.

Bjs.