quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

POEMA AS GLORIOSAS LINHAGENS


AS GLORIOSAS LINHAGENS

Foram da nobreza vantagens
Nasceram os decantados feudos
As gloriosas linhagens
Dos punhos forrados de veludos
Ficaram abencerrages
Quiçá de bigodes farfalhudos
Ou apenas legendagens
De cinemas mudos
 De poetas, clivagens
Sonhos de certos, de miúdos
Estetas de linguagens
Base de interessantes testudos
Mais se afiguram lapidagens
Temos os Ferreiros, façanhudos
Duas gerações; apenas aragens
Os Pereira da Costa, tartamudos
Os Foz, de baixas marinhagens
Se poderiam considerar de peitudos
Vilões com ricas acostagens
Adquiriram terras como graúdos
À vista de mares menagens
Os Foz; ficaram para sempre sortudos
Dos seus nomes ficaram as imagens
Esqueceram de anotar, para se ver os canudos
Foz, nas arribas, estância de Verão, laminagens
A onomástica, para estudos
As gloriosas linhagens
Apesar dos Cordeiro, sisudos!

Daniel Costa


 

9 comentários:

Ivone disse...

Amigo poeta, as gloriosas linhagens dão mesmo muita inspiração!
Amei ler, tens essa vocação meu amigo poeta, a de rebuscar com esmero as palavras para as rimar bem assim, com talento!
Abraços apertados!

Mariazita disse...

Meu querido amigo Daniel
talvez o facto de eu adorar História - filmes históricos, livros históricos... enfim tudo que com História é relacionado, me tenha influenciado e feito gostar tanto deste poema.
Conseguiste passar as linhagens a pente fino, tudo com muita cadência, sem perder o rumo, até a apoteose final - os Cordeiros :)
Está impecável!
Parabéns.

Que tenhas uma boa noite e óptima continuação de semana.
Beijinhos
Mariazita

Nal Pontes disse...

Bela poesia. Parabéns pela inspiração. Um abraço

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Lindas imagens e poesia amigo Daniel.
Bjs e obrigada pela visita.
Carmen Lúcia.

vendedor de ilusão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
vendedor de ilusão disse...

Olá, Daniel!
Você, como sempre, encantando com suas criações. Parabéns!
Abraço.

Graça Pires disse...

Pareceu-me estar a ver um filme...
É sempre bom quando a imaginação nos surpreende.
Beijo.

Maria Rodrigues disse...

Absolutamente fantástico.
Beijinhos
Maria

Magia da Inês disse...

♪♬° ·. A musicalidade de sua poesia destaca ainda mais a graciosidade da língua portuguesa.

Ótimo domingo!!!
Beijinhos do Brasil. ♪♬°
·.·.✿✿ミ