segunda-feira, 22 de junho de 2015

POEMA ELEGANTE EDILENE


 
ELEGANTE EDILENE

Viajei à cidade de Abilene
Hemisfério sul, além do Equador
Deparou-se a elegante Edilene
Fascínio assaz insinuador
O coração arrebatou-se solene
Valeu o núcleo apresentador,
Soando em jeito de sirene
O fascínio ficou louvador
Que ninguém se apaixone!
A hora soará, com terno bajulador
Elegante e sensual Edilene
Gaiata de espírito avassalador
Deusas a protejam, e um deus lhe acene
Nas festas Juninas, paraíso cinzelador,
Campina Grande, atraente ademane,
Encontre ali o seu mundo arrebatador,
No arraial rodopie, vibre e o ajardine,
A maior festa Junina, do mundo cintilador
Já que terá nascido perto, vibre e assine
Beldade de glamour - Perpetuador 
Elegante Edilene!

Daniel Costa

10 comentários:

Daniel Costa disse...

Experiência.

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Boa tarde, Querido poeta Daniel. Estou retornando ao blog.
Todo seu poema é de uma elegância suprema.
Belíssima homenagem à elegante Edilene.........
Grande abraço!

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Linda homenagem para essa moça linda que chama-se Edilene.
Bjs Daniel.
Carmen Lúcia.

Ivone disse...

Lindo poema em homenagem a bela Edilene!
Abraços amigo Daniel!

Marta Vinhais disse...

Como sempre, um poema leve e bonito...
Beijos e abraços
Marta

MARILENE disse...

Um lindo canto para alguém que iluminou o olhar do poeta. Belo, Daniel! Bjs.

Ana Bailune disse...

Linda homenagem a esta linda moça. Sabe, ela se parece muito com alguém que conheço aqui.

Zilani Célia disse...

OI DANIEL!
MUITO LINDA A MUSA E TEU POEMA TAMBÉM.
ABRÇS
-http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Bandys disse...

Oi Daniel,

Um poema lindo para uma mulher
elegante e estonteante.

Sempre um cavaleiro,
Muita paz e luz

Beijos

Graça Pires disse...

A Edilene era mesmo irresistível...
Beijo.