A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

sexta-feira, 19 de junho de 2015

POEMA ELOAH E VERINHA



<br/><a href="http://oi59.tinypic.com/2d0jexj.jpg" target="_blank">View Raw Image</a>
 
ELOAH E VERINHA  

Ambas na linha,
Na minha Lisboa
 Eloah e Verinha
Onde se pode ver a canoa
Mulheres bonitas; fui testemunha
Privilégio - Oh… Coisa boa!
Duas flores, mãezinha!
Margem de lagoa
Poesia e café - Festinha
Confraternização se apregoa
Dois mundos; ideia rainha
A poesia não destoa
A felicidade foi minha
Prosa, outro continente ecoa!
Salvé – Rainha!
Cultura pertinente soa
Doçura se encaminha
O encontro não foi à toa
Sensualidade numa paradinha
Amizade de irmãos em Lisboa,
Café Brasileira do Chiado, fadinha
O fado sorri e ressoa! 


Daniel Costa

 

7 comentários:

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Que encontro lindo com a amiga Verinha.
Bjs Daniel e um ótimo final de semana.
Carmen Lúcia.

Pedro Luso disse...

Caro Daniel,
Nesta minha visita ao seu blog, senti a satisfação ao andar um pouco por Lisboa, conhecer Eloah e Verinha, rever o amigo numa foto de boa qualidade e, por fim, ler esse excelente poema.
Bom final de semana.
Abraço.




Ivone disse...

Que maravilha isso, poder encontrar amigos, bem aí na sua terra, adorei ler e ver, poema magnífico!
Abraços amigo Daniel!

São disse...

Lindo poema para duas mulheres bem bonitas.

Bom Verão !

Tais Luso disse...

Olá, Daniel, Eloah já conheço há tempos, ótima poetiza com muita sensibilidade, saudades dela... Verinha ainda não conheço. Que encontro lindo!
E essa foto da abertura de seu blog é linda!
Grande abraço, amigo, uma ótima semana.
Vejo alguém aí em cima que conheço há décadas!!! rss

MARILENE disse...

Que gostoso, Daniel! Duas amantes das letras, encontrando o poeta. Instantes maravilhosos, sem dúvida, a inspirar seus versos. Bjs.

Dmitris Papavanuzas disse...

belo coxão! imagina só a bunda!!!