domingo, 5 de junho de 2016

POEMA SINGULARIDADES








SINGULARIDADES

Esquecimento de verdades
Brancas de conversador
Singularidades
Trejeitos de pensador
Parecendo insanidades
Compensação de prosador
Protegido por autenticidades
Discurso compensador
Singularidades
Visão de apreciador
Vida sem vaidades
Humildade de abalizador
Mentais hiperatividades
Do sentir bloqueador
Singularidades
Singeleza multicolor
Patentes amabilidades
 Desejando amor entendedor
Para casualidades
De quem delas é credor
Singularidades

Daniel Costa


 


 

5 comentários:

Edumanes disse...

Visão de apreciador,
bem dita essa verdade
onde há saúde, paz e amor
também haverá felicidade?

Belo poemas, singularidades,
caro amigo poeta Daniel Costa,
desejo-lhe um bom dia, um abraço,
Eduardo.

Blog da Gigi disse...

Lindo dia!!!!!!!!!!!!! Beijos

Rosemildo Sales Furtado disse...

Belo poema Daniel, com ênfase para o trecho abaixo:

Singularidades
Trejeitos de pensador
Parecendo insanidades
Compensação de prosador
Protegido por autenticidades
Discurso compensador

Abraços,

Furtado.

Pedro Luso disse...

Caro Daniel,
A poesia dá ao poeta todas essas possibilidades de criar o concreto para ele, nos desvãos de um mundo abstrato. Ao leitor caberá encontrar o caminho. Belo poema.
Um abraço.
Pedro.

Jaime Portela disse...

Gostei do teu poema, é magnífico.
Caro Daniel, tem um bom fim de semana.
Abraço.