A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

quarta-feira, 27 de maio de 2009

poema


OLHÃO

Não sei que tenho em Olhão
Depois de Lisboa
A cidade de coração
Cidade lendária
Cidade da Restauração
Dali partiram pescadores
Para o Brasil,
Onde se refugiara a governação
Informada pôde regressar a Lisboa
Capital natural da Nação
Cidade maravilha

Olhão
Perto Armona
A espectacular Ilha
A lendária tradição
Segundo a lenda, continuam ainda
As moiras em comunhão
A lenda sente-se
Na cidade de Olhão
Uma mulher morena
Personificou a tradição
Outra morena homenageia
Tem o nome de Maria João
Fazer um repasto
Junto ao Mercado de Olhão
Fazer ali um ritual da refeição
É gosto, não será ilusão
Vaguear pela larga
Avenida da República
Em comunhão
Observar as Açoteias
Nada se compara a Olhão

Daniel Costa

14 comentários:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

A glória da amizade não é a mão estendida,
nem o sorriso carinhoso,
nem mesmo a delícia da companhia.
É a inspiração espiritual que vem quando você
descobre que alguém acredita e confia em você.

(Ralph Waldo Emerson)

Visite meu novo blogger
UMA ILHA PARA AMAR
http://eduardopoisl.blogspot.com/

Um grante abraço do amigo Eduardo Poisl

xistosa - (josé torres) disse...

Só uma vez comi caracóis.
Foi em Olhão, pois claro.
Nem sei se gostei, já lá vão mais de 40 anos, mas não voltei a comer.
Nem sei se chamam caracóis, se caracoletas, aqueles moluscos gastrópodes brancos.

Vou estar ausente mais ou menos uma semana.
Não vou de férias.
Estas são forçadas, por indicação médica.
Vamos para velhos e aparece tudo.
Depois do coração foia arritmia.
Agora é a tensão arterial que não estabiliza.
Volto breve.
Um abraço.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Gosto tanto quando você faz poemas sobre o seu país. Pois gosto tanto de Portugal que me transporto para lá/aí, lendo os seus poemas. São muito belos e cadenciados.
Bom dia, Daniel, meu dia está começando agora, às 13 horas.
Um beijo,
Renata
PS: Meu amigo, pediria para vc visitar o meu Blog AMOR, publico poemas muito bonitos lá, mais intismistas. Quando for ao FEMININA, vá ao AMOR e me deixe a sua opinião.

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO DANIEL, NÃO CONHEÇO ESSA MAGNÍFICA CIDADE... MAS TU A DESCREVES COM TANTO CARINHO, QUE FIQUEI FASCINADA POR A VIR A CONHECER... ABRAÇOS QUERIDO AMIGO,
FERNANDINHA

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Daniel, como já comentei o seu maravilhoso poema, vou a que vim:
publiquei no GALERIA sobre uma comédia com final surpreendente. Você também se surpreenderá com o tamanho do post, que é bem menor do que os anteriores. Só há mais uma coisa a ler, além da resenha, um poema meu.
Espero por você.
Um abraço,
Renata

Sonia Schmorantz disse...

Já te disse um dia, gosto muito desse jeito de falar da história de forma tão poética.
abraço

Auréola Branca disse...

Será que um dia chegarei a tu?

Laura disse...

Caramba, só andas pelas terras que mal conheço, ou sequer lembro...mas, lábia tens tu para traduzir os teus sentires e quereres...
Como sempre, parabéns, o daniel sabe o que diz, a escrever em forma de verso, poesia, o que for..Beijinhos da laura..

Val Du disse...

Bela dedicatória.

Beijos

xistosa - (josé torres) disse...

Vou-me deitar que o descanso é obrigatório ou mesmo imposto.
Por isso é uma passagem rápida, já que Olhão merece ser apreciada.
Ficou um pouco maltratada quando foi do sismo de 1969 ... mas sobreergueu-se ... e tipifica o Algarve no seu melhor.

Um abraço.

Sonia Schmorantz disse...

Decore sua alma ,
da forma mais linda que souber,
com uma poesia que lhe toque o coração,
para que na sua mudez, seja feliz,
pois alma que é, será sempre sua,
sem que ninguém no mundo a tire de você.
(Eda Carneiro da Rocha)

Desejo a você um maravilhoso final de semana,
Com muita paz e carinho.

Sônia

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Daniel.

Para mim olhão é um olho bem grande... :-)

Mais um maravilhoso passeio pelas cidades de Portugal, através de sua fantástica poesia. Escreve de modo tão encantador que dá vontade de sair correndo e atravessar o oceano para conhecer Olhão.

Muito bom, mesmo!!





BOM FINAL DE SEMANA!

♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥




http://brincandocomarte.blogspot.com/

___________________________________

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

"Não sou como a abelha saqueadora que vai sugar o mel de uma flor, e depois de outra flor. Sou como o negro escaravelho que se
enclausura no seio de uma única rosa e vive nela até que ela feche as pétalas sobre ele; e abafado neste aperto supremo, morre
entre os braços da flor que elegeu."

( Roger Martin)

Passando para desejar um final de semana com muito amor e carinho.
Abraços do amigo Eduardo Poisl

Cristiana Fonseca disse...

Olá Daniel,
Sublime.
Encanto-me com a forma poética de contares histórias, mais que isso tem alma.
Abraços,
Cris