sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Poema

Serralves, Porto - Portugal
Foto: Isabel Almeida

MUNDOS

Ao meu redor vejo a beleza do mundo
Esse eterno paraíso profundo
Muitos o vêem como abismo sem fundo
Porém é como amar! Ama-se um bem
Afinal não é o que convém?
O meu mundo é de encantar
Sempre aparecem escolhos a desbravar
Se não houvesse uma face a aplainar
Nem haveria o mundo de amar
Teríamos muitas cenas de entediar
Não haveria em que pensar
Olhemos o firmamento
De um lado escuro como breu
Do outro luz, o azul do Céu
Olhemos de frente o escuro como breu
Enquanto não chega a luz que prometeu.
Se não nos mover um objectivo de fé
Tudo passa e nem sabemos o que é
O mundo sempre gira
Estejamos atentos á corda que se nos atira
Vem numa face e sempre mira
Estejamos atentos a esse pedaço de safira
Que nos espera e se nos atira
Não percamos tempo com a mesquinhez
Assim não a vemos, nem talvez
Antes que vá embora de vez

Daniel Costa

25 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Bom dia, Daniel querido!
Passando para dizer-lhe que no meu Blogue há TRIBUTO A DANIEL COSTA.
Beijos,

Depois, comento o seu poema!

Everson Russo disse...

Belissimo a definição dos mundos, quando abrimos nossa jenale pela manhã, ou quando saimos a porta de nossa casa, como é belo o mundo que nos rodeia, como é bela a natureza em sua plenitude, sol, lua, mar, estrelas, céu, e tambem como é bela a alma do poeta que tão facilmente define tudo, em cores, amores, paixão, ilusão, e muitas vezes decifra o mais sublime dos sentimentos...lindo demais seu poema, meu querido amigo, um otimo final de semana pra ti...tudo de bom e toda paz do mundo pra poder sonhar...forte e fraterno abraço, obrigado sempre pelo carinho e pela amizade.

Val Du disse...

Poeta Daniel

Parabéns para você. Grande pessoa.

Um forte abraço.

SAM disse...

Amigo Daniel, bom dia!

Belíssimo poema que reflete o modo de ver o mundo e a importância de fazermos do nosso mundo interior uma paraíso pelos bons sentimentos que nele colocamos. Se há o breu lá fora, que possamos fazer por onde e trazer para o nosso mundo interior luz e amor. E nessa visão, vermos todas as belezas do mundo que nos rodeia. E que não percamos tempo com os " breus", inclusive a mesquinhez , porque desta forma inexistirá em nós. Que todos nós estejamos atentos e tenhamos a consciência que o sentido e verdade das palavras é a ação, pois sem esta, palavras seriam apenas palavras.

Belíssimo poema e reflexão. Obrigada, amigo. Carinhoso beijo e lindo fim de semana.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Meu amigo!
Os seus "mundos" são lindos, porque você enxerga a beleza do universo, do amor, do encantamento, do sonhar, do firmamento, do verso, duma face a aplainar, do mundo a amar, do Céu, na sua escuridão, e no brilho azul da sua constelação, enquanto não chega o facho de luz de Prometeu que ilumine o breu, movido sempre pelo seu otimismo e inabalável fé. E é verdade, o mundo sempre gira e sem não atentarmos para esse "pedaço de safira", e nos perdermos na mesquinhez, a vida passa por nós, e não nós por ela, e quando nos damos conta, já nos fomos de vez. De vez? Talvez...
Meu adorado e estimado Daniel, o seu poema é magia, kriptonita, a mais completa expressão da Poesia.
Beijos, meu Anjo,

Marta Vasil disse...

Ver o mundo assim, de janela aberta à existência ou descoberta da beleza, da esperança, do crer, do enlaçar no nosso peito pedaços de safira... é acreditar que queremos e que vale a pena VIVER em harmonia connosco, com os outros e com tudo o que nos rodeia. Temos que estar atentos e não deixar que essa janela se feche, não é?

Um beijo e bom fim de semana

Pensador disse...

Lindo poema. Me fez lembrar que muitas vezes, nos lugares mais inusitados, encontramos um pequeno detalhe que faz toda a beleza.

FOTOS-SUSY disse...

OLA DANIEL, BELISSIMO POEMA...LINDA DEFINICAO DO MUNDO ADOREI AMIGO!!!
VOTOS DE UM BOM FIM DE SEMANA...
BEIJOS DE AMIZADE,


SUSY

Ana Martins disse...

Caro Daniel,
gostei do conteúdo, tem toda a razão, mesquinhez não traz felicidade.

Beijinhos,
Ana Martins

Sonia Schmorantz disse...

Há poesias e momentos, e esta, penso que foi feita em momento muito especial, transparece isso...
Um abraço, um ótimo final de semana para ti

Jacque disse...

Oi amigo. Estou triste, aconteceu uma coisa chata comigo denovo aqui nesses Blogs. Acho que minha depressão vai voltar. or mais que eu ande pela mesma rua, sempre caio no mesmo buraco, sempre acho que achei pessoas diferentes das que me deixaram triste. Uma vez, quase exclui meu Blog de Poesias por causa de uma pessoa a quem me me apeguei muito e depois me ofendeu de coisas que não sou. Senti falta desta pessoa algum tempo. As coisas sempre acontecem naquele Blog. Agora denovo foi lá. Outra pessoa que conheci me tanta atenção no Blog, email e tudo. Desculpa amigo, eu estou chata. Essa pessoa não iria mudar comigo, acho que começo a querer mais, sempre mais , aí vou procurando coisas que não devo no Blog das pessoas, seus comentários, ondevão, o que escrevem para outras pessoas, acabo com ciúmes. Que idiota que sou. Cobra consulta viu Daniel ? Apareça.

Beijo.

Jacque

Everson Russo disse...

Meu querido amigo, obrigado sempre pela sua amizade e pelas suas palavras no Livro...forte abraço e otimo final de semana.

laura disse...

Olá Daniel, vim apenas deixar um abraço cheio de carinho e ler a tua Poesia, bela como sempre..laura, e um feliz Domingo...

xistosa - (josé torres) disse...

Com tantos poemas começam a faltar as palavras para comentar.
De qualquer modo aguardo a corda que me atiram.

Um abração

poetaeusou . . . disse...

*
mundos
que só tu sabes ver !
,
abraço,
,
*

EDUARDO POISL disse...

Entre o Passado, onde estão nossas recordações e o Futuro, onde estão nossas esperanças, fica o Presente, onde está nosso dever. (Sueli Phigucci)

Devido ao feriado e com a ilha e o hotel lotado nao pude estar presente no teu blogger, mais agora com tudo mais calmo vim te desejar uma linda semana com muito amor e carinho.
Um grande abraço

Everson Russo disse...

Um forte abraço meu querido amigo poeta, pra desejar uma bela semana de inspiração e paz...

Ana Martins disse...

Caro Daniel,
Muito bonita a mensagem que o seu poema transmite.
A mesquinhez não traz felicidade, muito pelo contrário, torna as pessoas amargas.

Beijinhos,
Ana Martins

Everson Russo disse...

Meu querido amigo poeta, sempre muito grato a ti pelas visitas diarias e pelas palavras deixadas, são força pra continuar sempre, é muito bom poder contar com sua amizade, um forte abraço e um belissimo dia de paz pra ti.

Andresa disse...

Amigo e grande poeta Daniel, vim apenas agradecer sempre sua estimavel visita, e as palavras deixadas ....
um beijo na alma
Andresa

Jacque disse...

Obrigada por pegar o meu presentinho. Obrigada por seu meu amigo Daliel.

Beijo.

Jacque

Everson Russo disse...

Meu grande amigo, só tenho a agradecer suas palavras e suas visitas diarias ao Livro, como já disse, é força pra continuar, muito feliz em contar com sua amizade sincera e saiba que é reciproco....um forte abraço e um belissimo final de semana pra ti...

p.s. vi agora pela manhã seu email, acontece muito, se preocupa não, vou inserir o outro que me deixou...abraços.

Carmem disse...

Me amarrei!

Muito lindo!

Bjuss

Everson Russo disse...

Meu querido amigo poeta, deixando aqui meus mais sinceros e fortes abraços pra desejar um maravilhoso final de semana, muita paz e poesia na alma.

xistosa - (josé torres) disse...

Mais um belo momento de poesia.

Um bom fim de semana cheio de inspiração.

Um abraço.