quinta-feira, 26 de agosto de 2010

POEMA ENCONTRO


ENCONTRO

No Brasil navego e leio
A cultura do sul, lá pelo sertão
Fascina-me em cheio
Queria conhecê-la então
Sentir o linguajar, transformado em dialecto creio
Deambular, conhecer a diferente formosura
Das flores que vislumbro
Dessas mulheres diferente que apresentam ternura
E os deuses disseram-me, não sendo ruim
Proporcionara-me a aventura
Ao invés de me tornarvam anjo, antes querubim
Imaginei um balão para sobrevoar toda a região
Esse mundo do hemisfério sul sem fim
Para lá embarquei e voei então
Fiado nos deuses, enfim
Marquei um encontro com uma senhora de antemão
Em terras do departamento do Piaui, por ser grato para mim
Visto haver poesia e se situa à beira-mar
Podia passar pela costa inversa
Um mundo que adorava espreitar
Cidades como Natal, João Pessoa, São Salvador
Antes pelo Maranhão situando-se na inversa com mar a amar
Tocatins, Ceará, Pernambuco e Bahia
Muita extensão de céu para voar
O encontro deu-se com uma poetisa bonita
Numa cidade desconhecida
De seu nome Marcolândia, quem acredita?
Dialogámos sobre poesia, sobre cultura
Aquela cidade, foi ponto
Tomei mais conhecimentos culturais
Como previ, fiquei feliz pelo encontro
Fico agradecido aos deuses
Que me proporcionaram um gostoso sonho de pronto

Daniel Costa
GOSTARIA DE CHAMAR A ATENÇÃO, QUE O PRESENTE POEMA TAMBÉM ESTÁ POSTADO NO MEU NOVO NOVO BLOG, "ENCONTROS LUSO-BRASILEIROS DE POESIA", COM UM DA POETISA NORDESTINA, MARIA DO SOCORRO, QUE ME CONVIDOU A ESCREVERMOS EM DUETO. 

DESEJO QUE OS MEUS POEMAS PASSEM AQUI SEM MISTURAS. ACEITEI GOSTOSAMENTE, MAS CRIEI UM ESPAÇO ESPECIAL.
O CONVITE FICA SEMPRE VÁLIDO A UMA PASSAGEM, VALERÁ A PENA.
D.C.

17 comentários:

Marilu disse...

Querido amigo, venha conhecer o Brasil, estou em São Paulo, pode ficar aqui em casa, será um prazer recebe-lo. O Brasil realmente é um país lindíssimo...Beijocas

angela disse...

Você gostaria muito de nossas praias e de nosso povo. Lindo poema amigo.
Vejo que tens uma paixão pelo nosso nordeste.
beijos

Sandra Botelho disse...

Te receberemos de braços abertos doce poeta...É só fazer as malas...
Vou preparar-te já o quarto de hospedes...
Bjos achocolatados

Fátima disse...

Prestou uma bonita homenagem ao Brasil. Em seus versos ritmados.

Beijos

Vanuza Pantaleão disse...

Querido amigo,
Teu convite é uma suave ordem, e mais, um prazer "danado de bom", rsrs. Ixiiii que Daniel hoje veio ver o povo do Parnaíba! Vou até botar meu vestido novo de xita e sandália de rabicho.
Amigo, saí das minhas Alagoas bem novinha e só lá voltei na adolescência, mas que o nordeste é um lugar abençoado por Deus, lá isso é!

Um beijão, Poeta!!!

SAM disse...

Daniel,

Um sonho mais que feliz se você viesse! Espero que todos nós possamos realizar juntos este sonho. Um encontro que eu adoraria, como adorei este poema e adoro você.

Beijos com carinho.

Pensador disse...

Espero que numa futura viagem, possa convidá-lo para um café comigo e com a Loba...
Abraço!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Que lindo encontro entre irmãos! Lindo poema querido! Parabéns!


"Não temos nada além do amor.
Não temos antes, princípio nem fim.
A alma grita e geme dentro de nós:
- Louco, é assim o amor.
Colhe-me, colhe-me, colhe-me!"

Rumi.

Beijos e Tenha um Lindo Dia!

Até já. Tem poema meu no eu e daí.
Renata
Publiquei um dos primeiros poemas que vc me ofereceu, no Feminina.

Everson Russo disse...

Nosso Brasil aqui meu amigo, são varias culturas,,,varios sonhos e desejos,,,,varios sentimentos em verde e amarelo....sem contar as belezas naturais...sará um prazer te lo aqui um dia...abraços fraternos de bom final de semana.

poetaeusou . . . disse...

*
encontrado poema,
parabens,
,
abraço,
,

Olhos de mel disse...

Querido Daniel; ver essa comunhão entre esses dois paises em versos, é maravilhoso demais! Penso que se o mundo fosse assim, seriamos bem mais felizes. Não teríamos tanta destruição, nem a natureza estaria tão revoltada. Lindo poema, querido!
Bom fim de semana! Beijos

Everson Russo disse...

Abraços fraternos de bom sabado pra ti amigo,,,sempre rodeado de poesia...

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Oiê! Vim vê-lo e desejar-lhe um Lindo Domingo, meu grande amigo!
Beijos**********

"O céu despenca

chô, chuá

chove no Jaraguá

chove chuva

sem parar

inundando as marginais

imundando quem se atola

chove chuva no Tatuapé

e muito nego deixou o blindado

prá se locomover a pé...


chô, chuá

a cidade não pode pará

bradam aflitos

os capitães da indústria

a massa de formigas laboriosas

está desorientada

tem água na trilha

quem saiu e não chegou

quem foi e não voltou...


a chuva castiga os morros

levou cavaquinho e violão

invadiu a casinha da dona Maria

derrubou a árvore

arrastou cães e crianças

e implacável despenca seu choro

das nuvens ameaçadoras

que choram em convulsão


será que o pranto não passa?

E essa enxurrada que rola e arrasta

ladeira abaixo

passarela de bananas e melancias

trastes e troços

arrancados dos barracões...


chô, chuá

haja algodão

prá enxugar tanta lágrima!

Trecho de uma longa cantilena de ninar, feita há tempos por mim.

+ Beijos, Daniel.

Não podia deixar de vir aqui.

Everson Russo disse...

Abraços fraternos de bom domingo pra ti amigo e uma semana de muita paz e poesia sempre....

Sandra Botelho disse...

passando para deixar-te beijos e desejar-te uma linda semana.
bjos achocolatados

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Vim desejar um Bom domingo!
Beijos, Daniel!

Amor graça e travessura

No rostinho cor de pêssego,
duas sedosas romãs
olhos belos e profundos
como grandes avelãs

um enigma , mil segredos
embalsamados em pudor
" Nada a ver, qui namorar!!!"
Fulminou mais um amor!

leve sandália rasteirinha
estojo de brillho labial
leu outro romance top ten
agora diz que tem Know - How

esta bela musa de Nabokov
faz charme, um muxoxo,
joga os cabelos
menina, quem não se encanta contigo?
quem resiste a seus apelos?

Poema enviado por Davi Cartes Alves
+++Beijos********

Até mais ver++++

Everson Russo disse...

Uma segunda feira de muita paz pra ti amigo,,,e uma semana toda cheia de poesia...abraços fraternos.