A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

POEMA BALADA DE CAVADOR



BALADA DE CAVADOR

Venho de beira-mar, de um altar
Digo sem sombra de tremor
Iniciei-me na terra a cavar
No campo fiz todo o trabalho
Também senti a dureza de ceifar
Com uma destreza tenaz
Para amenizar a vista do mar
Trabalhar de sol a sol era sempre
Ser homem de pulmão grande
Ao desafio de ser melhor a afirmação não era frequente
Havia pundonor
Um imenso sonho nunca esteve ausente
Pelo que fazia sempre me bati com arreganho
No coração o amor esteve sempre presente
Nesses tempos de antanho
Era já no primeiro ano da década de sessenta
Os últimos dias, ceifei numa prova de arreganho
A jorna era alta era o que fazia falta
O objectivo do patrão
Ver ceifado com pressa todo o trigo
Teve de escolher homens de superior dimensão
Um modesto trabalhador
Deixava ali o perfume do poder da humanidade
Veria a revelar-se em escritor
Subiria degraus sem fim
Sempre com optimismo e amor
Em balcões, em escritório
Esteve sempre o espírito modesto do cavador
O dinamismo foi sempre notório
Homem aparentemente sem valor
O que foi trabalhador indiferenciado, editor e jornalista
As pitonisas auguram que terminará a labuta como escritor
O máximo é ter amado sempre como um poeta o mundo
Fazer tudo pensando no universo do amor

Daniel Costa


15 comentários:

Marta disse...

E sonhar nas belas palavras que nos deixas...
Gostei muito, Daniel...
Espero que gostes dos meus Posts...
Beijos e abraços
Marta

Pérola disse...

Oi meu bom amigo.
Vim te ler rs.
Suas palavras são brilhantes,escreves com amor e de uma forma simples e modesta.
Obrigado por existir,parabénsssssssssssssss.
Beijokas millllllllllllllll.

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Uma vida contada em verso...a realidade em palavras...só quem é poeta consegue rimar assim, adorei o poema.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

SAM disse...

Querido amigo,

Um poema muito bonito e com o sentido da sua própria vivência.


Beijos com carinho Daniel!

Everson Russo disse...

Linda e intensa essa forma de sonhar,,,de poetisar...grande abraço fraterno de bom final de semana pra ti.

Bandys disse...

O máximo é ter amado sempre como um poeta o mundo
Fazer tudo pensando no universo do amor

Voce cada dia poetando melhor nesse universo do amor.

beijos

lita duarte disse...

Oi, Daniel.

Belas palavras.

Um abraço bem forte dessa amiga que te quer muitíssimo bem!

Bjos.

Pérola disse...

Seus comentários dariam um belo poema,amei o que vc me escreveu rs.
Obrigado por todo o seu carinho.
Beijo grande.

Vanuza Pantaleão disse...

"O máximo é ter amado como poeta o mundo..."
Daniel, querido, quanta ternura nos teus versos!
Uma doçura sem fim...
Obrigada por essa partilha, amigo!
Fique sempre com Deus e um gostoso final de semana!!!
Beijos

Olhos de mel disse...

Querido Daniel; tudo que somos durante a nossa vida só dignifica. Ao poeta que desse seu tudo, fica, um orgulho de ser sua amiga.
Lindo poema!
Bom fim de semana! Beijos

Everson Russo disse...

Um sabado de muita poesia pra ti amigo,,,abraços fraternos.

Drika disse...

Amar o mundo como poeta é amar em detalhes, duas, três, quatro... ou quantas vezes forem necessárias...

Um abraço no coração, meu amigo...

Whispers disse...

Querido Daniel,
Tuas palavras nos leva a sonhar.

Meu amigo, eu também não ando muito na net,mas nunca me esqueço do teu blog,mesmo que as vezes não comente eu o leio sempre.

Faz parte dos meus blogs que aprendi a amar.
Desejo te boa sorte em teu livro, e gostava imenso se fosse possível os comprar.
Alem de serem de uma pessoa que admiro, são recordacoes desta amizade distante, mas no coração sempre.

Beijos mil
Rachel

Everson Russo disse...

Um excelente domingo e uma semana toda de poesia pra ti amigo,,,abraços fraternos.

Pérola disse...

Vim te deixar um beijo meu querido.
Beijokas milllllllllllllllllll