A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

quarta-feira, 6 de abril de 2011

POEMA NOSTALGIA


NOSTALGIA
Doce recordar, Será magia?
Será a doce nostalgia?
Será a doce lembrança?
Do amor de algum dia
Do amor que não esqueceu
Um amor que não morreu
Gravado sempre ficou
Jamais deixar de recordar
Essa ternura de amar
Recordar esse farol
Como marinheiro do alto mar
Deuses!... Como consola amar
Ternura que se estendeu
Esse alto mar não perdeu
A ternura, a nostalgia, a esperança
Sempre o acto de muito amar
Pensamento a navegar
A nostalgia nunca vai minar
A grande ternura de amar
Esperança e nostalgia,
Podem encerrar magia
O tranquilo acto de amar
De alguém que está a regressar
De novo o alto mar
Por perto seria mais fácil amar
E... de novo a doce nostalgia
De ter amado alguém um dia

Daniel Costa

14 comentários:

Jacque disse...

Seu Poema é lindo !

Daniel, as vezes, eu não encontro os poemas traduzidos... Eu coloquei um tradutor no Blog, mas não sei se funciona bem...


Beijo

aeliabner disse...

Realmente esse poema retrata o amor que mesmo tendo acabado mas resta a nostalgia.

Marilu disse...

Querido amigo, doces lembranças de quem teve um grande amor. Lindo. Beijocas

Desnuda disse...

Querido amigo,

Que poema lindo! Um amor verdadeiro e que fez bem é sempre lembrado com bem estar.


Carinhoso beijo Daniel.

Everson Russo disse...

Nostalgia, lembranças,,,momentos vividos que deixaram saudades e a esperança de poder reviver um dia...belissimo amigo,,,abraços fraternos de bom dia.

Perola disse...

Um grande amor nunca se esquece,faz parte da nostalgia te-lo por perto.
Esse fechou com chave de ouro tá lindo!!!
Parabénssssssssssssssssss

Multiolhares disse...

o amor verdadeiro vive pela eternidade
bjs

Everson Russo disse...

Um belissimo final de semana pra ti meu amigo,,,abraços fraternos...

Marta disse...

Ainda vive em nós, ainda tem magia....
Apesar da nostalgia...
Obrigada pelas visitas.
Beijos e abraços
Marta

Bandys disse...

Oi Daniel,

Um lindo poema retratando
o amor e a nostalgia.
Doces lembrancas.

Beijos

Mariazita disse...

Meu caro Daniel
Por vezes somos muito felizes recordando a felicidade passada.
Assim acontece com o amor verdadeiro. Pode, por revezes da vida, ser interrompido, mas fica sempre uma chama acesa. E quando vem a lembrança, vem com ela a nostalgia...
Muito lindo este teu poema de amor.

Bom fim de semana. Beijinhos

Everson Russo disse...

Um belissimo sabado pra ti meu amigo...abraços fraternos.

raimunda disse...

Lindo poema, o amor algo inesplicavel, que as vezes machuca o coração. Mas quem nao gostaria de amar e ser amado?
bjos de sua amiga nordestina.

Stéfano G. R. disse...

Sempre gostei dessa palavra "Nostalgia" - muito usada em "animes" porém na vida real ela nos traz boas lembranças.

Stéfano.

www.poetaseletras.blogspot.com