segunda-feira, 4 de abril de 2011

POEMA NUNCA TIVE TEMPO


NÃO TIVE TEMPO

Apenas para amar
De ganhar dinheiro por exemplo
Foi chegando o vagar
Arrecadar dinheiro não tive tempo
Tenho a noção que a trabalhar muito vivo
Fui cavador em tempo
Muitas coisas que na vida fiz!
Modesto vinhateiro
De petiz
Criado de servir na lavoura
Criador hortelão
Não acreditam?
A horta foi paixão
Em trabalhos concerto de estrada
Trabalhei um verão
Antes tinha guardado patos
Depois a civil construção
Terminei em ceifeiro
Antes conduzi burros e bois
Passei por padeiro
Guerrilheiro depois
A seguir balconista
Empregado de escritório
Onde terei sido artista
Escriturário
Editor, sem ser fadista
De arrecadar dinheiro não tive tempo
Estive como director jornalista
A tudo dediquei amor
Jornalista Free-Lancer
Irei acabar poeta e de prosa escritor
Ganhar dinheiro por exemplo, não deu tempo
Que terei feito dos trabalhos da vida?
Terei vagueado em passatempo?
Se não foi assim
Arrecadar dinheiro nunca houve jeito nem tempo

Daniel Costa


13 comentários:

Everson Russo disse...

A vida nos é um fio de segundo,,,passamos sempre em busca de objetivos,,,e nem perecebemos que o tempo nos escorre entre as mãos...abraços de bom dia pra ti amigo...

lita duarte disse...

A VIDA É LIGEIRA DEMAIS.

BEIJOS.

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta

Uma vida de trabalho, contada num poema lindo...e sabe meu amigo que quem trabalha honestamente, nunca junta dinheiro...mas poeta é e PESSOA bonita...e isso não há nada que pague.

Deixo um beijinho
Sonhadora

Desnuda disse...

Querido amigo,

A vida limpa, passado a limpo nestes belos versos. A vida rica e digna em experiências. Riqueza maior não há.

Carinhoso beijo querido amigo Daniel

Everson Russo disse...

Um belissimo dia pra ti meu amigo,,,abraços fraternos.

Olhos de mel disse...

Querido amigo; pode até não ter arrecadado dinheiro, mas com certeza, todas as experiências, lhe fez a pessoa maravilhosa que é.
Boa semana! Beijos

Olhos de mel disse...

Querido amigo; pode até não ter arrecadado dinheiro, mas com certeza, todas as experiências, lhe fez a pessoa maravilhosa que é.
Boa semana! Beijos

Vanuza Pantaleão disse...

Amigo muito amado,
Ainda tô gripadinha, tossindo e muita moleza no corpo. Desculpe-me a ausência forçada, tá?
Daniel, esse negócio de ganhar dinheiro é complicado. O exemplo está aí, na infelicidade que ocorreu ao Japão e ao planeta também afetado pela radioatividade. Para que serviu tanto dinheiro a essas pessoas, até brasileiros, que para lá corriam atrás de uma vida melhor? Melhor em que? O que restou a eles? Milhares de mortos e outros tantos isolados em campos improvisados e sem comerem peixes, legumes e até sem água, logo a água, essa fonte vital também está afetada. Tudo, tudo contaminado pela ganância e ambição dos homens.
Olha, meu amigo, acabei de constatar que "ser pobre" ainda é a melhor opção para se ter paz.
Amigo, fiquemos na Paz de Deus!
Adorei mais esse bem trabalhado poema teu!!!Bjsss

Mariazita disse...

Olá, Daniel
Nunca dei importância exagerada ao dinheiro, e cada vez me importo menos com os bens materiais.
O que é o dinheiro perante uma vida tão rica de experiências como a tua?
Com todas elas construiste este lindo poema, e muitos outros.
Tens a riqueza do poeta, que é muito importante.

Uma semana feliz. Beijinhos

Drika disse...

Olá meu querido amigo, Daniel...
Que bom poder olhar para a vida assim, cabeça erguida, ter feito tudo com dedicação e amor, isso é a maior riqueza! E vc teve sorte de trabalhar em lugares bons, digo de ofício. Mas eu sempre penso quando vejo pessoas trabalhando, seja onde for: que bom que tem gente para tudo! Cada um tem seu dom, recebido de Deus, e isso é o que vale, fazer o que a nós nos cabe e fazer bem feito!
Deus é realmente muito bom =)

Abraços no seu coração... e um bom descanso de tarde!

Marilu disse...

Querido amigo, dizemos sempre que nos falta tempo, quando a vida é tão curta. Estamos sempre em busca de algo, e assim o tempo se esvai por entre nossos dedos, quando nos damos conta...já é tarde demais. Belíssimo poema. Beijocas

Everson Russo disse...

Um belissimo dia pra ti meu amigo,,,abraços fraternos.

Marta disse...

Ás vezes, perdemos tempo com coisas que descobrimos não serem o melhor....
Quanto a escrever poesia, nunca se perde tempo....
Obrigada pelas visitas...
Beijos e abraços
Marta