A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

domingo, 10 de novembro de 2013

POEMA QUENTES E BOAS





Foto Daniel Costa

QUENTES E BOAS


Pelo S. Martinho são broas

Pelo S. Martinho vai à adega e prova o vinho

Quentes e boas!

Pregão que soava, como azevinho

A cada esquina, da Graça a todas as Madragoas,

Começa ainda antes do dia de S. Martinho

Quentes e boas!

A estalarem na brasa, a provocarem o gostinho!

Diáfanas

Antes adivinho

Quentes e boas

Desta Lisboa pergaminho

Vão-se tornando memórias,

De carinho

Quentes e boas

Agora dentro dum saquinho,

Antes em jornal embrulhadas

Para se manterem no quentinho

Quentes e boas!



Daniel Costa





13 comentários:

Severa Cabral(escritora) disse...

Bom dia amigo e poeta Daniel !
Que bom chegar aqui dia de São Martinho,vejo mais um poema nominal,hoje dedicado ao santo do dia.
Este dia é uma das celebrações que marcam o Outono.
A lenda de São Martinho conta que certo dia, um dia um soldado romano chamado Martinho, estava a caminho da sua terra natal. O tempo estava muito frio e Martinho encontrou um mendigo cheio de frio que lhe pediu esmola. Martinho rasgou a sua capa em duas e deu uma ao mendigo. De repente o frio parou e o tempo aqueceu. Este acontecimento acredita-se que tenha sido a recompensa por Martinho ter sido bom para com o mendigo.
E como manda a tradição do Dia de São Martinho é assar as castanhas e beber o vinho novo, produzido com a colheita do Verão anterior.
Por norma, na véspera e no Dia de São Martinho o tempo melhora e o sol aparece.Assim espero que o seu sol tenha aparecido e melhorado seu viver.Pois este acontecimento é conhecido como o Verão de São Martinho.
No seu QUENTES E BOAS traz de Lisboa um provérbio.
"No dia de S. Martinho vai à adega e prova o vinho."
Admiro-o muito pelo potencial do poema.Mereces sempre aplausos...
Abç amigo!

✿ chica disse...

Lindo poema para essa tradição tão legal! Bom que ela persista! abração,chica

Daniel Costa disse...

Em Lisboa o provébio está a ser comprido, a provação já se iniciou também. Tudo sim, até que venha o não, a sinceridade do não.

Gracita disse...

Bom dia amigo poeta
Tua palavras de exaltação sempre inspiradas com uma beleza e intensidade peculiar. Maravilhosooo
Um dia de paz e luz
Beijos de amizade

Marta Vinhais disse...

Que bom! Comprar castanhas na rua, comer, ficar com os dedos sujos...
Adorei...
Beijos e abraços
Marta

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido poeta

Um poema feito de ternura e cheiros que estão sempre em nós.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa noite, Daniel!
ah sim, fui pesquisar, em língua portuguesa não abundam biografias sobre o santo... o Dia de S. Martinho comemora-se a 11 de Novembro, e neste dia, assam-se as castanhas e prova-se o vinho novo.Parece que em seu redor as coisas aconteciam sempre melhor, eram mais belas e mais cheias de inspiração: espelho da bondade e da vontade do Santo.
Parabéns pelo seu poema...
Eu estou terminando de ler seu livro, que ganhei...tem uma poesia, que, particularmente ,gostei muito, posso postar em meu blog, o devido crédito e livro, naturalmente?Não tem pressa na resposta, pois ainda não terminei de ler...
ClicAkiFelisJunior
Agradeço, obrigado, bela semana, abraços!

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa dia, Daniel!
sim... agradeço pela sua atenção e carinho, muito obrigado!
Página 244...
Bela semana, abraços!

MARILENE disse...

Uma tradição e lindos versos, Daniel. Uma homenagem especial feita pelo poeta. Bjs.

Lúcia Leme disse...

Lindo, Dani.

Beijinhos

Bandys disse...

Oi Daniel,
Não conhecia a historia de S. Martinho. Mas gostei muito do poema e deu agua na boca, rsrsrs.

Beijo e um dia de paz e luz

Vera Lúcia disse...


Olá Daniel,

Gostei muito deste poema que homenageia o dia de São Martinho. Por coincidência, li ontem num blogue argentino sobre a lenda de São Martinho e agora vejo-a descrita aqui pela amiga Severa com pequena diferença. Alguns fatos se tornam lendas e acabam modificados, mas a essência é sempre a mesma.

Castanha e vinho me parece uma ótima pedida-rs.

Grande abraço.

Anne Lieri disse...

Daniel,muito pitoresca essa poesia! Gostei muito! bjs e boa semaninha,