quarta-feira, 13 de novembro de 2013

POEMA AMOR CONSAGRADO



AMOR CONSAGRADO   
De virose fui tomado,
De amor benfazejo,
Amor consagrado
Grande desejo
Saí vivificado!
De amor sertanejo
Amor unificado
É o que almejo
Amor santificado
Em jeito de solfejo
Só falta ser musicado
Em forma de permanente desejo
Que esse nunca fique adiado!
Por qualquer bocejo,
Bocejo extraviado
Vale mais ter o ensejo,
De ver o ser amado
Amar a mulher que vejo
Ver o seu e o meu mundo devotado!
O amor revejo,
No seu colar amarelado
Acima dos seus brincos o verdejo
De um amor sussurrado
Oh… O amor que prevejo!
Estar sempre a meu lado
Por deuses e deusas, eu protejo,
Para sempre, o amor consagrado!
No varejo…
Amor consagrado!

Daniel Costa
 



7 comentários:

Severa Cabral(escritora) disse...

Que lindo poema de amor!
Adorei a descrição poética desse sentimento tão sublime que o amor ser consagrado.
O amor é assim, chega sem avisar e faz nossa vida brilhar...Encantador é o sentimento amor,que causa alegria e também dor, mas é tão bom ser dele conhecedor fazendo a nossa vida girar, quando nela ele vem
morar.
Muito bom seu poema querido Poeta.
Que sua alma resplandeça em cada novo poetizar ...

Evanir disse...

Com bastante atraso mais com muita alegria
passando por uma visita .
Meu blog completou 500.000 mil visita
e você esta entre elas.
Que Deus abençoe seu carinho,
e que nossa amizade seja abençoada por Deus sempre.
Deixei mimos na postagem caso vc gostar fique a vontade
para trazer a seu blog.
Meu eterno agradecimento pela sua
amizade e companheirismo.
Beijos no coração, Evanir.
Daniel não sabia do seu novo livro
fiquei super feliz por você consagrado poeta.
Meu amigo caso gostar pegue um mimo ficarei feliz em ver aqui no seu majestoso espaço.

Anne Lieri disse...

Linda virose de amor! E Severa sempre encantadora inspiração! bjs,

Carla Fernanda disse...

Lindo poema e ilustrado belamente!

Bjo

Magia da Inês disse...

♡♡⊱°•.¸
O amor é assim mesmo: faz a vida vibrar e a alma rejubilar.
Bom fim de semana!
Beijinhos.
Brasil.
¸.•°♪♬♫º°

Marta Vinhais disse...

Um poema de amor que brilha ao pôr do sol...quando o Sol nasce...porque existe no coração...
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Daniel. Lindo poema de amor, que unifica o sentimento mais belo.
O amor é mesmo como uma virose do bem, contagia a todos, uma vez ao menos o diagnóstico é esse em algum coração.
Estar ao lado de quem amamos é uma bênção, uma felicidade, ainda mais quando há entre o casal a beleza da harmonia.
Beijos na alma e paz!
Tudo de bom!
Amei o poema!