quarta-feira, 2 de abril de 2014

POEMA MAR DA PRAIA DE PIPA


 
 
MAR DA PRAIA DE PIPA

Sonhei com Agripa
General do Império Romano
Mar da Praia de Pipa
Depois imaginei o Império Otomano
Senhora do Mar; sentir-me-ei em equipa,
Contigo na suave doçura daquele oceano!
Não serei do desengano farripa
Antes um deus Vulcano
A acenar com uma túlipa
Para afastar visão de engano
Praia de beleza de capa,
A atrair todo o mundo, até o melómano
Porque não, o sátrapa?
Senhora do Mar, este espera um rosto humano
Que à imensidão se dedique como lapa
Pipa atrai turistas, de todo o meridiano
Surfistas que acham a onda guapa
Da modesta aldeia de pescadores, nasceu o arcano
Do Estado Federal de Rio Grande do Norte, talvez à socapa!
Porém não houve engano,
Entre bastantes desenvolvimentos, por etapa
A partir de Natal, a Capital do Estado veterano,
Havendo muitas praias, o mundo elegeu a de Pipa,
Como cântico Gregoriano
Mar da Praia de Pipa! 

Daniel Costa

 
 

12 comentários:

Nanda Olliveh disse...

Belo poema amigo Daniel,bela homenagem à está linda praia...
Amigo agradeço por sua carinhosa visita! Lhe aprecio amigo ! :)

Beijos no coração !

Marta Vinhais disse...

Que saudades tenho do Verão!Para sentir a doçura do Mar...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

✿ chica disse...

Poema lindo!!Adorei e escreves como quem mora aqui! Sabes tudo daqui!abração,chica

eduardo maria nunes disse...

Aqui no Mar da Praia da Pipa!
Vim encontrar um poema escrito na areia
Parece que muita gente não acredita
Mas não vi nas ondas nenhuma sereia!

General do Império Romano!
Não sei não se anda por aí algum
Também não vi nenhum romano
Ter caído de para-quedas aprum!

Andei por aí a correr,
De um para o outro lado
Não sei quem possa ser
Um pontapé ter dado
Num cágado a gemer!

Encontrei o nome do autor,
Escrito na parte inferior do poema
Daniel Costa sim senhor
Poeta escritor de fama!

Muito bem amigo Daniel Costa,
boa noite para você, um abraço.
Eduardo.

Jose Torres disse...

Pior que o suplício de Tântalo, com um inverno que não mais acaba, deparar com esta beleza... bem, é de ficar louco e um poema que o deus Vulcano incendiou, ajuda á loucura.
Que belezas tens descoberto no Brasil. Bem haja!

Felisberto Junior disse...

Olá, Boa noite, Daniel
sim, belo poema...á medida que via o vídeo, tentava me lembrar se já tive a oportunidade de conhecer a Praia do Pipa...simmmm, com certeza, essa praia é linda demais!
Obrigado pela partilha, pelo carinho, belos dias, abraços!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Não conheço o RN, acredita, anjo? Mas um pedacinho lindo me é dado a conhecer por vc.
Lindo! Um dos que mais gostei.
Beijos,
Renata

Anne Lieri disse...

Daniel,essa série sobre o mar está muito bonita! Vc chegou a ver sua poesia no meu Recanto essa semana? abraços,

Bandys disse...

Ola Daniel,

Muito bom essa serie das praias que vc vem relatando

Mas uma praia linda.

Beijos

Tunin disse...

Quanta coisa bonita você tem escrito sobre o mar dessas lindas praias!
Um poeta que escreve com a alma e nos transporta para o lugar poetizado.
Abração.

Ana Bailune disse...

Oi, Daniel!
Estive em Pipa em 2010. Que lugar lindo!
Adorei a cidadezinha, com suas lojas e a igrejinha... amei uma casa que tem na beirinha da praia. Amei, simplesmente. A Barreira do Inferno, um dos visuais mais lindos que já tive. Lindas fotografias, me trouxeram boas lembranças!

Felisberto Junior disse...

Olá, Bom dia
Daniel
vim agradecer pelo carinho de sempre,muito obrigado, belos dias, abraços!