A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

terça-feira, 20 de maio de 2014

POEMA MAR DA PRAIA DE IRACEMA





MAR DA PRAIA DE IRACEMA  

Podemos ver numa praia um poema
A propósito podemos evocar José de Alencar!
Mar da Praia de Iracema
Onde a nobreza de Fortaleza anda no ar
Iracema do Ceará é como diadema!
É santa de esplendor, para altar
Iracema também consagrada no cinema
Mito que o escritor haveria de consagrar
Agora e sempre ficará lexema
Anota, Senhora do Mar!
Vem daí, à praia consagrada a Iracema
Ver a virgem dos lábios de mel, a abençoar
Ali na bonita praia do Ceará, farei esquema
À cidade me irei abalançar
Ao famoso Mar da Praia de Iracema
Onde nasceu a viveu, José de Alencar,
Homem das letras poema
Mo faz sentir, Senhora do Mar!
Entre o mar e a cultura desejo, sentir a estrema,
De permeio fitar a estátua, para ela me olhar
Depois para me salvar pegar emblema
E de caminho, desejo na água da praia mergulhar
Em jeito de criar esquema
Para na noite, vivendo, adentrar
Mar da Praia de Iracema!
Quem me deseja acompanhar? 

Daniel Costa

 



17 comentários:

Maria Rodrigues disse...

Quase senti o cheirinho a mar da praia de Iracema.
Como sempre meu amigo um lindo poema.
Beijinhos
Maria

Ana Bailune disse...

Olá, Daniel.
A praia é linda, mas quando estive lá, lamentei a poluição (imprópria para banhos) e a violência (perigoso andar sozinho por lá, infelizmente).
Mas esta é a realidade de quase todas as prais do Brasil...
Teu poema ficou belo!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Um nosso mar, bem característico. Que lindo anjo!
Beijos,
Renata

São disse...

Aqui já estive.Aliás, foi a única ida minha ao Brasil foi a Fortaleza.

Tomar banho não tomei, porque as descargas de esgoto vão directamente para o mar e só me senti em segurança no Dragão do Mar, porque havia um polícia de dez a dez metros.

A falta de crepúsculo e a brusquidão com que se passa de dia claro às 17H para noite cerrada às 18H afligiu-me.

Tomei banho noutras praias e lagoas da região (algumas a cem quilómetros) e achei a água deliciosa, mas o calor e a humidade puseram-me de rastos.

Adorei andar de boogie e a beleza das paisagens

obrigada pela recordação e parabéns pelo poema Abraço

Samuel Balbinot disse...

Bom dia Daniel.. lendo teus poemas eu me pergunto o quão trabalhoso não deve ser moldar eles neste etilo.. rimas e mais rimas sempre muito bem vestidas por vc abração amigo poeta

Lapidando Versos

José María Souza Costa disse...

Olá.

Para você, os meus sentimentos carinho.
Meus desejos de um tempo de harmonia e contentamentos.
Abraços.

Bandys disse...

Ola Daniel,

Acho que vc conhece o Brasil melhor que eu.

Essa praia eu não conheço mas é linda.

beijos

Marta Vinhais disse...

Mais uma linda praia! Dá vontade de mergulhar...
Beijos e abraços
Marta

Bandys disse...

Daniel,
Meu avó era português também tenho uma grande ligação com vcs. Falei somente porque já vi postar praia aqui que eu nem conheço, mas conheço o porto, o estorial, Cascais.

beijos

Bandys disse...

Daniel,
Meu avó era português também tenho uma grande ligação com vcs. Falei somente porque já vi postar praia aqui que eu nem conheço, mas conheço o porto, o estorial, Cascais.

beijos

Tunin disse...

Essa praia, Daniel, é deliciosamente bonita.
Abração.

LUCONI MARCIA MARIA disse...

Daniel lembrar de Iracema é lembrar-me de meus doze anos quando li uns dez livros dele, e no de Iracema chorei, quanto amor, a Peri, ao filhinho amado que a própria vida deu. Não conheço esta praia, pouco conheço do meu Brasil, mas moro em uma praia, na Baixada Santista, é a Praia Grande, parabéns pelos versos adorei estar aqui estava com saudades, abraços Luconi

✿ chica disse...

Praia e poema lindíssimos!!!abração,chica

MARILENE disse...

Daniel, essa praia conheço (rss). É linda, mas não para banho de mar. Você fez a ela uma rica homenagem. Bjs.

José María Souza Costa disse...

Olá, bom dia.
E chegamos ao fim de semana. Com saúde, paz espiritual. uns com os seus desejos, outros com as suas manias, e outros sem desejos e sem manias. Mas, o importante, é que atravessamos, mais esse mar de nuances, vivos.
Que o Criador, tenha sempre compaixão de nós. Precisamos.
Um abraço.

Anne Lieri disse...

Praia de Iracema eu conheço e sua poesia a deixou ainda mais bonita! Abraços e bom domingo!

PERSEVERÂNÇA disse...

Que lindo todos os seus poemas! Minha avó e mãe são desta cidade, que bom saber que tem pessoas que valorizam este cantinho do Brasil.
Agradeço sua visita ao Perseverança, seja sempre bem vindo.
Deixe sempre seu link nos comentários, para outros leitores conhecer sua pagina.
Fraterno abraço
Nicinha