quinta-feira, 27 de agosto de 2015

POEMA DECLARAÇÃO A SAMIRA



DECLARAÇÃO A SAMIRA

 

Grutas de Altamira

Sonho de romaria

Declaração a Samira

Simples como bijuteria

No seu vestido de caxemira

De tez garbosa sorria,

Alegre sorria sem canseira

Duas almas em confraria

União verdadeira

Configurando perfumaria,

Altar de confeiteira

Doçura de tapeçaria

Declaração a Samira

A promessa de paz ficaria

Assombro de bebedeira

Cerimónia de ária,

Música de lira,

Elegantes, seios de contrastaria

Declaração a Samira.

 

Daniel Costa

 

 

5 comentários:

Ivone disse...

Linda declaração a Samira, tudo em boa rima!
Abraços amigo Daniel, tenhas um lindo dia!

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Adorei essa declaração a Samira.
Bjs Daniel e obrigada pela visita.
Carmen Lúcia

Dorli Ramos disse...

Oi Daniel
Que declaração a Samira!
Muito linda Daniel
Saudades de Severa
Beijos
Dorli Ramos

Ana Bailune disse...

Bonito e apaixonado (apaixonante).
Boa noite, Daniel!

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá Daniel,passando para lhe desejar um ótimo final de semana.
Bjs-Carmen Lúcia.