terça-feira, 4 de agosto de 2015

POEMA LUA; LUA AZUL




LUA; LUA AZUL
 
Reluz a norte e a sul
Intermitente zeladora
Lua; lua azul
Eternamente sedutora
De quando, em vez cool
De poetas mentora
Seu profeta Saul,
Sua terna aurora,
Ternurinha de angul
Infinita e conciliadora
Aurora de cônsul,
Sua motivadora,
Seu amuleto de Seul
Sua veia oradora
Lua; lua azul
Da noite identificadora
Lua; lua azul!
 
Daniel Costa
 

6 comentários:

Ana Bailune disse...

BOA TARDE, DANIEL.
ELA MERECE ESTA HOMENAGEM, POIS ESTÁ REALMENTE FANTÁSTICA! lINDA POESIA.

Dorli Ramos disse...

Oi Daniel,

Que maravilha de poema, ela merece.
Tudo que escreve é lindo
Parabéns
Dorli Ramos

Ivone disse...

Lindo, amei ler aqui, a Lua esteve esplendorosa, agora a vejo aos poucos minguando, mas mesmo assim vale a pena acordar na madrugada para a observar, durmo de janela aberta, sua claridade me deixa leve, que lindo seu belo poema meu amigo inspirado e querido!
Abraços bem apertados!

✿ chica disse...

Encantadora lua ,linda, que te inspirou ainda mais! Adorei! abração,chica

Salete disse...

Poesia encantadora e a lua é mesmo linda.
Beijo.

afetocolorido.blogspot.com.br disse...

Um poema deslumbrante como a Lua Azul!
Abçs Daniel!