A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

sábado, 1 de agosto de 2015

POEMA FANTASIS E SOLIDÃO



FANTASIA E SOLIDÃO
 
Dependerá da ocasião
Quiçá de equacionar fantasia
Fantasia e solidão
Talvez de certa travessia,
Integrando uma multidão,
Sentindo aflorar olor a maresia,
À qual veremos atenção
 Que mais fazer se poderia?
Que fazer ecoar espírito de missão?
Divina e bucólica cortesia
Parâmetro de união
De um lado a fantasia
Do outro a solidão
A solidificar a catarsia
Naturalmente o solitário, não!
Haja poesia, por companhia
Que a poesia acompanhe então!
Seja o atraente guia
Fantasia e solidão
Apenas igual a poesia!
 
Daniel Costa
 
 
 

7 comentários:

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Que bom ter a poesia como companhia,afastando a solidão.
Muito linda Daniel.
Bjs e um ótimo domingo.

Carmen Lúcia.

Bandys disse...

Oi Daniel,
Para momentos de solidão
nada melhor que poesias,
poemas. A alma agradece.
Beijos

✿ chica disse...

Poesia muito linda,Daniel! Beleza! bjs, de volta,chica

MARILENE disse...

Geralmente, solitários sonham. E seus pensamentos voam, fantasiosos. Tudo pode e poesia, como bem o demonstrou. Abraço.

Ivone disse...

Lindíssimos versos, fantasia e solidão!
Amei ler amigo poeta que rima como ninguém, adoro!
Abraços bem apertados!

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Querido amigo, Daniel
Líndíssimo poema !Fantasia e solidão, sempre estão na poesia e que bom
podermos ler seu poema tão repleto de catarse que transforma a nossa solidão em fantasia, ou será fantasia em solidão? Obrigada por presentear nossas almas! Grande abraço!

Dorli Ramos disse...

Oi Daniel
Quem escreve poesias de uma certa forma tem solidão, começa a poetizar as alegrias, as tristezas e o bons sonhos, e aí ele só faz os outros felizes
Daniel, sua presença no meu refúgio, me encanta e fico feliz
Beijos no coração
Dorli Ramos