A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

POEMA VARANDA DAS PALMEIRAS

Foto de Daniel Cordeiro Costa.
Foto de Daniel Cordeiro Costa.

VARANDA DAS PALMEIRAS

Varanda das Palmeiras
Recordando as ditas
A quinta e suas amoreiras
As belezas sauditas
As festas costumeiras
Dos Santos Populares catitas
Varanda das Palmeiras
Meio século passado, hoje descritas
Mais as belas e exímias bailadeiras
Arrais cosmopolitas
Parecendo terreiros ou eiras
Até há meio século, sestas de jesuítas
 Varanda das Palmeiras
Apresentavam-se belas e infinitas
Já não se vêm, nem nas beiras
Muitos não as recordam – senhoritas
As palmeiras, plantas costumeiras
Lembranças… as recordam favoritas
Varanda das Palmeiras
- As verdes… palmeiras!...

Daniel Costa


8 comentários:

✿ chica disse...

Muito lindo teu poema e as varandas inspiradoras! abração,chica, linda semana!

Maria Rodrigues disse...

Meu amigo quanta inspiração, lindo poema
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Daniel!
Lembranças são tesouros
preciosos sempre.
Lindo poema.
Amor ter aqui.
Bjins
entre sonhos e delírios
CatiahoAlc.

Bandys disse...

Lindo poema.
Adoro varandas.
Moro em um ap que tem varandas.
beijos

Graça Pires disse...

A memória daquilo que se pode ver de uma varanda...
Uma boa semana, amigo.
Beijos.

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Daniel! Como sempre, nos ofereces mais uma das tuas belas criações.

Abraços,

Furtado

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Varandas que inspiraram para um belo poema.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Minhas Pinturas disse...

Olá Daniel grata pela visita ao meu blog.
Varandas são colírios para o olhar
Lindo poema.
Abraço, Léah