quarta-feira, 6 de outubro de 2010

POEMA MARIA SOLEDADE


MARIA SOLEDADE

Os deuses sem piedade
Fustigaram uma mulher bem divertida
Maria Soledade
Lá na sua cidade do Porto
Foi assim que a conheci
Na beleza daquele horto
Num tempo que não sorria
No entanto confesso que me diverti
Foram tempos menos bons
Menos bons para mim, recuperei e sorri
Para Maria de Soledade
Iniciara-se uma fase ruim
Meus deuses, deusas e Deus?
Porque a castigaram assim
Integra e bondosa foi atingida como os ateus
Por onde mora a justiça?
Oh Zeus!
Deuses fazei com que Maria Soledade
Se vá conformando
Recupere o amor à sociedade
Sorrindo e divertindo de novo
Nunca deixe de nos visitar como boa amiga
De alegria vive o povo
É necessário que Maria Soledade
Esteja sempre connosco
Nesta cristandade
Neste ambiente
Interaja neste mundo de fraternidade
Nos presenteie
Com a sua humanidade

Daniel Costa


17 comentários:

Sandra Botelho disse...

Ninguem pode ser privado do riso...
Mas tenho certeza que o sorriso e alegria de viver voltarão aos labios dessa mulher de semblante doce.
Lindo poema amigo.
Bjos achocolatados

Everson Russo disse...

Poema encantador, sensivel, triste,,,muitas vezes perdemos o sorriso por algum motivo,,,mas ele é feito a lua,,,volta,,,abraços amigo e um dia de paz pra ti...

Ana Martins disse...

Caro Daniel,
emocionou-me este poema de homenagem a Soledade, uma Senhora que embora não conhecendo pessoalmente, muito estimo.
Tenho acompanhado os já largos meses da vida da Soledade. A doença bateu-lhes à porta e a luta não tem sido fácil. A Soledade é uma Mulher de força e coragem, embora o seu sorriso esteja comprometido por tanto sofrimento.
Para a minha muito querida amiga Soledade, deixo um beijinho, com votos de que a vida lhe sorria de novo. A si, Daniel, deixo outro beijinho, mas este, de admiração pela sua sensibilidade e grandeza de Ser Humano.

Ana Martins
Ave Sem Asas

Fernanda disse...

Amigo Daniel!

Não conheço ainda esta amiga, mas faço questão de o fazer, sobretudo agora que conheço a sua história de vida e de luta.

Obeigada por nos dar a conhecer gente bonita. Linda mesmo.

Beijinhos

Priscilla Marfori... disse...

Ahh como é bom vir aqui e viajar em seus textos...
Grande abraço!

Priscilla Marfori... disse...

Estarei seguindo seu blog, segue o meu?
Grande abraço.

Mariazita disse...

Meu caro Daniel
Não tenho o prazer de conhecer a
Maria Soledade, embora já tenha visto comentários seus nalguns blogs.
Lamento que a sorte lhe seja adversa; que os deuses permitam que recupere o sorriso, princialmente o motivo para sorrir.
É muito bonita a homenagem que lhe prestas, sob a forma de um lindo poema.


Como te disse, publiquei ontem o teu/meu poema no "LÍRIOS". Tens sido muito aplaudido lá :)

Beijinhos

lita duarte disse...

Nome bonito.
Bonito poema.

Beijos.

Maria Soledade disse...

Meu Querido Amigo Daniel;Para já obrigaste-me a usar Klinex, e com este aperto lá foi a estória da "poupança"...Daniel,sabes?Senti assim a modos que uma certa vaidade por ter sido desta vez a tua "Musa" inspiradora...Pois é meu querido amigo,o sorriso de antigamente desvaneceu-se um pouco, mas a vida obrigou-me e encarregou-se de virar-me numa mulher lutadora, e que, últimamente, apesar das partidas da vida,teve como "presente" a outra face da moeda...Estazinha aqui, num curto espaço de tempo colheu grandes lições de vida!!!

Para todos os Amigos que aqui vieram o muito muito obrigada,para ti Daniel, vai a minha Enorme Amizade(sabes disso),e um Beijo do tamanho do Mundo...Ia mandar-te um do meu tamanhito(1,57), mas achei que merecias MUUUUUUITOOOOO MAISSSS...

Obrigada por te lembrares de mim meu Querido Amigo

******Adorei o poema...Ah, que bem me conheces seu malandrooooo!!...

******E agora aquele sorriso:))))))

Marilu disse...

Querido amigo, emocionante esse poema, com certeza ela voltará a sorrir novamente. Beijocas

Everson Russo disse...

Um belissimo final de semana pra ti amigo,,,abraços fraternos de paz.

Maria Luisa Adães disse...

Daniel

O meu poema "Direitos Esquecidos"

é como diz, um poema de "apelo".

Agradeço sua presença amiga

Mª. Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Daniel

Não conheço Maria Soledade, nada sei dela nem de suas desditas.

Mas faço minhas as palavras de Daniel
E faço meus os desejos de esperança

Belo poema amigo,

Mª. Luísa

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Da alegria, vivemos todos. Que ela volte a sorrir! Sorrimos nós, não? Belo poema!

SÓ SE FOR POR AMOR

Nesta primavera

Procuro na criança que ri inocente

Nas folhas que se renovam

A cada dia

Nas estrelas que despontam

A cada noite

E é ali,

Que sempre te encontro.

Onde os teus olhos

Nunca disseram adeus

Em cada lembrança...

Dizendo-me:

Nem tudo é válido

Só se for por amor.

E que não vale morrer

Nem se for por amor.

Que mais vale viver

Só se for por amor.

Que nada é para permanente,

E que tudo pode ser refeito

Só se for por amor.

E tudo é perdoado sempre.

By Renata Cordeiro

Beijos, querido Daniel*******
Renata
PS: Hoje, John Lennon completaria 70 anos de idade, como vc os acaba de completar.
Grandes seres humano! Viva!

Magia da Inês disse...

♥ Olá, amiga!
Bonita homenagem a uma amiga... espero que ela recuper logo a felicidade...♥♥♥
♥ Bom fim de semana!
Beijinhos.
♥♥ Itabira, que hoje completa mais uma primavera...
Brasil ♥♥

Everson Russo disse...

Um belissimo sabado pra ti amigo...abraços fraternos.

Maria Soledade disse...

Amigo Daniel eu venho aqui para dar-te os meus Parabéns e,não vou perder-me em muitas palavras, apenas desejar-te MUUUUUIIITAAAAA SAÚDE..........


P R A B É N S A V O Ç Ê....

Beijinhos com Muita Amizade