A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

domingo, 20 de março de 2011

POEMA SENHORA DA BOA VIAGEM


SENHORA DA BOA VIAGEM

Na varanda marquei Peniche e Berlenga
Posso parecer tolinho alucinado
Explico, haverá quem entenda
Se o vento sopra do norte
Olha-se a ilha levanta-se a tenda
Não chove, vê-se longe a Berlenga
No campo semeia-se o trigo
A ausência de chuva não será lenda
Do rural campo vem o pão
Do mar da vila o peixe
Depois vem o Verão
Todos em festa agradecem a Deus
Da Senhora da Boa Viagem a intercessão
Junto ao mar, no Alto da Vela
Ali à beira o gozo e a diversão
Festa e folia, pois então
No alto mar passará a procissão
Nos barcos, muitos vamos entrar
Fazer a viagem de adoração
Olhem-nos todos engalanados!...
Flâmulas e miríades de luzes
Nas águas reflectem um vistão
Seguem perfilados, passando o Carvoeiro
A meio percurso da Berlenga
Viram, como apontassem à Consolação
Num segue o andor com a Senhora
Ali vai Soberana, como protectora
Num outro a banda, tocando
Fazendo solene a ocasião
Já no cais a apoteose, com grande animação
Fogo de vista aquático e a emoção
Embevecida a Senhora da Boa Viagem
Também preside e pensará:
Adora-me este povão!...

Daniel Costa

12 comentários:

lita duarte disse...

Que bonito, Daniel.

Beijos.

Everson Russo disse...

Um belissimo domingo meu amigo e uma semana repleta de poesia e muita paz...abraços fraternos...

Desnuda disse...

Querido amigo Daniel,

É belíssimo o seu poema! Descreve a beleza dos festejos e da fé.


Beijos com carinho amigo.

Marta disse...

Haverá festas mais bonitas, essas em que se dança com o mar???
Lindo, Daniel...
Beijos e abraços
Marta

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Em cada poema seu conta uma história...e adoro ler. têm vida.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Everson Russo disse...

Uma belissima segunda feira pra ti meu amigo...abraços fraternos.

Perola disse...

Essa santa fica mais ou menos perto de Lisboa né meu amigo?
Ñ seria ela a protetora dos pescadores ou dos marinheiros? Já ouvi algo sobre ela. É a devota dos portugueses.
Bela e muito linda.
Parabénssssssssssssssss.
Eu estou bem sim,com outros ares e renovada rs.
Amei seus escritos,vc é tudo de bom meu amigo querido.
Hei,naquele poema eu convido a todos fazer essa viajem comigo inclusive vc rs.
Beijokas milll

Perola disse...

Corrigindo: Viagem rs
Beijosssssssssss

Sherazade disse...

Que lindo Daniel! Que ela possa abençoar e perdoar o povo por todos os desmandos que temos cometido contra a natureza.
Amei seu poema!
Boa semana! Beijos

Bandys disse...

Daniel,

Lindo.

A imagem é belíssima.

Um beijo

Everson Russo disse...

Um excelente dia pra ti meu amigo poeta...abraços fraternos.

xistosa - (josé torres) disse...

Sou pouco dado a festas e romarias.
E ainda bem
Há muitos anos (1966), eu, m/avô, um tio e 2 primos, trocámos as festas da Senhora das Dores em Monção, por uma pesca de trutas (com rede, que já era proibida, no rio Minho).
Foi um sucesso e ainda hoje se fala nisso.
Nunca ninguém se aproximou da catervagem de peixe (trutas salmonadas) que apanhámos.
Fui ás Berlengas duas vezes.
Já lá vão mais de 40 anos.
Numa, a minha "parceira" do lado deu-me um banho com o pequeno-almoço que lhe saiu de sopetão pela boca fora.
Na segunda vez, rapei um frio (em Setembro) que me deixou prostrado uns dias.
As ilhas são para quem não gosta de liberdade.
Lá não podemos andar... andar.... Há sempre um mundo finito.

Um abração.