A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

terça-feira, 29 de março de 2011

POEMA SERÁ LOUCURA


SERÁ LOUCURA

Dizem que sou louco
Dizem, que me importo!...
De loucos todos terão um pouco
Convivo feliz com a loucura
Amo o mundo
Amo a ternura
Amo a vida
Tornando-a manto de brandura
Afastando a sofreguidão
A essa sei dizer:
- Não!…
Não vivo num universo
Num universo de ilusão
Sei que muitos choram
Porque não têm pão
Doçura será remédio na escassez!
Será mansidão?
Deixem-me ser louco
Digam-me que os grandes
Se preocupam um pouco
Façamos um apelo à humanidade
Enquanto justiça do Alto se espera
Esperar candura e mais humildade
Dos grandes que apenas almejam
Fazer figuras na desonestidade
Fazendo das injustiças bravura
Num mundo de insanidade
Bendita loucura
A denunciar um mundo de poucos
Fingindo que pensam
Muitas promessas, depois repartem trocos
Para muito arrecadar
Oh  insana loucura!
Depois muito a poucos dar
Olhai a robustez
A dos verdadeiros loucos
Dos loucos de vez

Daniel Costa



10 comentários:

Desnuda disse...

Querido amigo ,


Acho que este poema maravilhoso já o tinha publicado? Viva a loucura que é sana de sentimentos!

Carinhoso beijo Daniel.

xistosa - (josé torres) disse...

Dizem, (não sei bem quem) que de poetas e loucos, todos somos ou temos um pouco.
Ainda bem que tem isso que o leva a estes belos poemas.
O resto são conversas que não rimam.

Um abração

lita duarte disse...

Loucura! Nem me fale! Hehehehehehe.

Belo poema, Daniel.

Beijos.

Everson Russo disse...

A loucura de amar,,,de sentir,,,sonhar,,,desejar,,,melhor ser louco assim,,,e ser feliz,,,belissimo meu amigo,,,abraços fraternos de bom dia.

Mariazita disse...

Olá, Daniel
O ditado que eu conheço é:
"De médico e louco todos temos um pouco".
De médico porque numa ocasião ou noutra tratamos nossas maleitas sem recorrer ao médico de profissão.
De louco porque sem alguma loucura não se pode enfrentar o mundo!

Quem poderia viver sem um pouco de loucura???

Nos tempos que correm, e que, mais ou menos encobertos, referes no teu poema, se não tivessemos um pouquinho de loucura então é que ficávamos loucos!

Gostei do poema. Podes continuar:)))

Continuação de boa semana. Beijinhos

Drika disse...

Querido amigo Daniel...
Este seu poema lembrou-me de uma música, vou patilhar aqui com você, talvez vc já a conheça tbm... mas vale a pena lembrar =)

"Dizem que sou louco por pensar assim
Se eu sou muito louco por eu ser feliz
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Se eles são bonitos, sou Alain Delon
Se eles são famosos, sou Napoleão
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Eu juro que é melhor
Não ser o normal
Se eu posso pensar que Deus sou eu
Se eles têm três carros, eu posso voar
Se eles rezam muito, eu já estou no céu
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz

Sim sou muito louco, não vou me curar
Já não sou o único que encontrou a paz
Mais louco é quem me diz
E não é feliz
Eu sou feliz."

Balada do louco - Ney Matogrosso

Um bjo grande meu amigo... fica com Deus!

Drika disse...

parte 02 =)

Esta música que lhe passei foi escrita, segundo me disseram, inspiradas nas crianças com síndrome de Down... é linda, né?!

Bjo no coração!

xistosa - (josé torres) disse...

Sou um troca tintas.
A "Mariazita" tem razão.
"O zé torres de maluco e louco tem de tudo um pouco".
Só não sou médico, felizmente.

Um abração.

Everson Russo disse...

Um belissimo dia pra ti amigo,,abraços fraternos.

Perola disse...

Dizem que sou louca por pensar assim...mas louco é quem me diz...que ñ é feliz,ñ é feliz rs.
Eu adoro essa loucura meu querido,a normalidade se encontra nela rs.
Maravilhoso.
Beijos meu querido amado amigo.