A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

POEMA CINDERELA





CINDERELA



O príncipe suspirava por ela
Chegara a altura de querer amar
Mesmo que fosse uma cinderela
Enfim, sonho de príncipe!
De repente pensou – Oh Zeus!
Há baile de máscaras, sou eu a abrir
A representar o reino perante os plebeus
Na hora marcada
Com a carruagem apareceram os criados seus
Sempre firmes, sem debandada
Seus pagens o acompanharam
A convidar à cortesia que lhe era devida, logo na entrada
Todos os súbditos mascados
Entre eles uma donzela linda, ninguém diria fazer de criada
Encantado, com ela, do baile fez a abertura
Com ela seguiu dançado, ela tinha hora marcada
Ninguém do mundo, do universo
Poderia saber, estar sob os favores de uma fada
Para não sair a hora diversa
Saiu depressa, afogueada
Do seu palanque, o príncipe já por ela apaixonado
Porém esta desapareceu, ficou nada
Ordenou à sua criadagem que a seguissem
Mas fê-la desaparecer uma fada
Sua personagem, sua alteza
Sentiu ser notícia amargurada
Eis que um pagem, um sapatinho de fino vidro
Encontrara, era madrugada
O príncipe adregou uma réstia de felicidade
Esta parecia encomendada
O sapatinho despertou-o
Serenou a sua mente encantada
Faria experimenta-lo em todas donzelas da cidade
Enviou seus mensageiros logo na alvorada
Depressa a encontraram
Talvez guiados também pela mesma fada
Foi numa casa, com três filhas
O sapatinho a nenhuma servia, a mãe ficou irada
O elegante sapatinho
A insistência dos mensageiros, serviu na enteada
Na cinderela em que a transformara
A cinderela que o príncipe encantara


Daniel Costa

15 comentários:

rosa-branca disse...

Lindo poema e a linda e saudosa voz do Carlos Paião. Adorei. Beijos com carinho

Marilu disse...

Querido amigo, linda história, há sempre uma Cinderela e um Príncipe a espera da felicidade. Tenha uma linda semana. Beijocas

Maria disse...

Meu amigo Daniel como sempre um poema encantador e como está maravilhosa a nossa amiga Severa, parece mesmo uma linda Cinderela. adorei voltar a ouvir o Carlos Paião. Um post super completo.
Boa semana.
Beijinhos
maria

Severa Cabral(escritora) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Severa Cabral(escritora) disse...

Amigo Daniel!
Na literatura,o escritor descreve em fantasia dando sentido real e tangível ao amor.Sem precisar de explicações,tampouco definições.O sentimento conduz nos contos de fada em forma de poema quando se é um forte amante da poesia.
Lindo e emocionante quando nos deixamos levar diante do amor e,como ele se mostra quando acontece.Anda-se em busca até por traz de um sapatinho de cristal.
Aplausos Daniel por mais uma criação no seu mundo de contos de fadas.
Ame-o muito para sempre ter razões para continuar escrevendo...
Abç.

Marta disse...

Que haja realmente sempre uma Cinderela e um Princípe para que a vida tenha encanto e fascínio...
Belo..
Beijos e abraços
Marta

Everson Russo disse...

Que cada princesa encontre seu principe e sua poesia,,,abraços fraternos meu amigo...bom dia...

Magia da Inês disse...

Muito lindo.
Boa semana!° 。
° 。 °
˚●/° 。
/▌•˛ ˚
/ \ 。 °
˚ ˛ ° 。

Everson Russo disse...

Um belo dia pra ti meu amigo...abraços fraternos.

MARILENE disse...

Os contos de fadas nunca vão perder seu lugar. Eles nos remetem aos sonhos, ao amor idealizado e sempre encontrado. Bjs.

Mariazita disse...

Estou a chegar ao fim da ronda, e nada a assinalar!
Por aqui não vamos lá...
Temos que investigar outros pontos...

Bjs

Everson Russo disse...

Um belo dia pra ti meu amigo...abraços fraternos.

lita duarte disse...

Que bonito, Daniel.

Bjos

Everson Russo disse...

Um belo final de semana pra ti meu amigo...abraços fraternos.

Estrelinha disse...

Muito belos os seus poeas....vc é Príncipe, parabens para a sua Cinderela...bjinhos.