sábado, 4 de fevereiro de 2012

POEMA EVOCAÇÃO DO INHAME



EVOCAÇÃO DO INHAME

Não és tubérculo de planta endémica
Inhame… Inhame… Inhame!
Na alimentação és tradicionalmente, sistémica
No sudoeste do Brasil, diria do seu nordestino
Da sua alimentação és tradição
Cumpres um sistemático destino
Porém existes em variadas partes do globo
De variedades és como destino
Cerca de cento e cinquenta variedades
Empregas muita gente no teu cultivo
És base de alimento nas várias idades
Abundas em regiões tropicais ou subtropicais
Serves também de base alimentar em cidades
A tua estrutura pode ver-se ao cimo da terra
Escorada em trepadeiras
Que fazes questão de pôr na berra
Sendo tubérculo muito nutritivo
Dispensas de muitos cuidados, ainda que na serra
És planta modesta, inhame
Contigo as ervas daninhas competem, em guerra
Inhame… Inhame… Inhame!
A beleza do teu verde está um pouco por toda a parte
Nos Açores - Europa, Américas, até no Suriname
Na Ásia, na África, na Oceânia, és planta dessa arte
Assumes algumas designações
O teu nome cientificado é Dioscorea – Deoscorease
Designações, conforme as tuas regiões
O teu tubérculo é cozinhado, depois descascado
De carnes acompanhado até nos africanos Bantustões
Inhame… Inhame… Inhame!
Eu te invoco, procurando não criar confusões

Daniel Costa


11 comentários:

Tunin disse...

Quanto aprendizado sobre o inhame num belíssimo poema, meu poeta!
Dizem que serve até para neutralizar o vírus da dengue.
Abração e bom final de semana.

Severa Cabral(escritora) disse...

Fantástico a evocação do inhame...herdamos dos índios e nos tornamos sábios,pois sabemos usá-lo na íntegra...é destaque na nossa culínaria...por ser rico em amido,beta-caroteno...na farmalogia...depurador do sangue...por isso que o nosso amigo Tunin se referiu a dengue.Por a dengue ser uma virose...e com um grau muito elevado em ferro(onde se receita para os que sofre de anemia)e assim por diante.Pois se tiver que falar mais do inhame será um relato que não entrará como comentário...
Ah ! quase esquecia de dizer que tbm serve para inspirar os poetas...assim como vc que explanou muito bem...aplausos amigo!

Everson Russo disse...

Belo poema meu amigo...abraços fraternos de boa semana pra ti.

Bandys disse...

Ah Daniel,
Eu adoro inhame e dizem por aqui que
Na TPM, ele ameniza a cólica e deixa você menos irritada. E pode ajudá-la a reduzir a medida da cintura e a ganhar um bumbum lisinho.
Então vamos comer inhame.

Beijos amigo querido

Maria disse...

Meu amigo quando se tem alma de poema qualquer tema flui suavemente e se transforma em poesia. Como sempre fiquei encantada.
Boa semana
Beijinhos
Maria

Everson Russo disse...

Uma bela segunda feira pra ti meu amigo...abraços fraternos...

Evanir disse...

Amigo Querido..
Linda madeira de descrever o inhame nunca imaginei que havia tantas especie deles.
Eu gosto do inhame roxo esses tinha nas terras dos meus pais.
O sabor do inhame roxo é impar são menores que esses que você postou no seu blog.
Mais, roxo ou não adoro inhame.
Uma linda semana pra si amigo querido.
Meus meus no seu coração.
Evanir..

Sherazade disse...

Meu amigo Daniel; a poesia está em toda parte, em cada detalhe da vida. E a sua poesia nos mostra isso de uma maneira brilhante!
Beijos

Vivian disse...

...adoro inhame,
em pure, com carne,
nas sopas, e adorei
encontrá-lo tbm em
tão rico poema!

bjs, poeta inspirado!

Everson Russo disse...

Um belo dia pra ti meu amigo...abraços fraternos...

Atelier Lita Duarte disse...

Inhame é maravilhoso!

Viva a Natureza!

Viva você!

Bjos.:)