A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

POEMA A CLEPSIDRA E A HISTÓRIA



A CLEPSIDRA E A HISTÓRIA

Recurso perde-se na memória
Oráculo de jurisprudência
A clepsidra e a história
Encerram mundos de ciência
Recordar é como oratória
Recorrer salva aparência
Areia da clepsidra rogatória
Criando mágica reticência
Abrigo de protetoria
Dos poderosos; abrangência
Dos leais devia ser provedoria
 Eficaz e justa, nunca negligência
Veia de cegueira, perante a escória
Aos poderosos, exige comparência
Não inventes ou traces divisória
 Furos da lei como divergência
Quem os cria; imagina a glória
Dos poderes, sempre inerência
 Sempre esmagadora vitória,
Para verter com impertinência
A clepsidra e a repetida história!
Irra!... Que irreverência! 

Daniel Costa

 

5 comentários:

Ivone disse...

Amigo poeta Daniel, que lindo,bem colocado em versos essas coisas da ciência antiga, inclui Grécia, que amo aprender, amei ler!
Abraços bem apertados amigo sempre querido!

vendedor de ilusão disse...

Maravilhoso é teu poema!...
Abraço, meu caro poeta. Tenhas uma semana maravilhosa.

Marta Vinhais disse...

Que interessante!
Gostei muito...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

O seu poema é incrível!
Beijo*
Voltando aos poucos

São disse...

A idade não tem que fazer parar as pessoas, desde que haja saúde!

Abraço grande