quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

poema


Posted by Picasa
AH O AMOR!...
(Quintilha)
A princípio eramos eu e tu
depois tu e eu, eu e tu
sempre o amor eu e tu
somente eu e tu
até à eternidade eu e tu
.

Daniel Costa - in "JORNAl DA AMADORA" - 07/12/2006

14 comentários:

Val Du disse...

Oi, Daniel.

Por tanto amor, por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz, manso ou feroz
eu caçador de mim
Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar longe do meu lugar
eu caçador de mim

Milton Nascimento

Meu querido amigo que gosta de poesias, deixo essa para você com muito carinho.

Beijos.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Gostei do poema, Daniel, e de você mostrar a cara!
Meu seguidor:
Fiz um post digno da minha Galeria na minha Galeria. Se quiser ir nos outros Blogs, pode ir, mas a primeira passagem tem de ser na Galeria. Espero por você.
Um abraço,
Renata

Bandys disse...

Daniel,
Adorei!Simples e sensivel

beijos

FERNANDA & ASTROLOGIA disse...

QUERIDO DANIEL, ADOREI O TEU POEMA AMIGO!!!
UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Ana Martins disse...

Caro Daniel,
Grande defenição de amor!

beijinhos,
Ana Martins

Sonia Schmorantz disse...

"Eu, tu e o silêncio. Caminhámos juntos pelo infinito. À descoberta. Não sei o que poderia ser. Não sei o que procurávamos. Mas era algo. Algo que nos fazia ficar assim: unidos."

Lindo poema.
Um abraço

ANA DINIZ disse...

É. O amor é cego.

O amor é lindo. E pleno.

E o seu coração, Daniel, é um celeiro de amor!!

Ando muito emocionada com sua presença no meu blogue. Vc tem me agraciado com muitas pérolas da sua alma.

Amigo, que fique aqui para ti todo o meu sentimento de Amor!

Beijos!!

ANA DINIZ disse...

Lindo selo comemorativo a Braille.

Deveremos sempre valorizar figuras ilustres e progressistas como esta.

Bj

EternaApaixonada disse...

*****

Querido amigo anjo Daniel

"As pessoas com quais convivemos
parecem ser todas iguais, porém só
se diferenciam quando encontramos
nelas determinadas qualidades que
as tornam especiais..."
Você é especial para mim...


Ah! O amor, um poema lindo!

Bom fim de semana.

Beijos

*****

PS: Não estou indo aos outros blogs por problemas no notebook, correndo pra visitar os amigos, após certa ausência involuntária...

*****

Mariazita disse...

Venho do Lírios agradecer a tua visita e comentário ao meu post "Bicho-Amor".
Hoje publiquei um poema diferente, dum autor "diferente".
Penso que vais gostar, e este poeta precisa de todo o nosso apoio.

Quanto ao teu post, só posso dizer:
Que lindo poema!
Tanto amor!

Beijinhos
Mariazita

palavrasdevida disse...

Muito lindo!

Abraços.

mariam disse...

Daniel,

gostei muito deste belo poema! e dos outros também! parabéns.

e o selo, que relíquia!

um abraço e o meu sorriso :)
(engripado, ainda!)
mariam

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Daniel.

O poema é simples e profundo. Nada pode ser melhor que isso.

E o selo, super interessante: em braille para comemorar o nascimento de Braille. Nada mais justo!

********

"As palavras de
amizade e conforto
podem ser curtas e sucintas,
mas o seu eco é infindável."

Madre Teresa de Calcutá


B O M ♥ F I M ♥ D E ♥ S E M A N A !


♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥

Sonia Schmorantz disse...

Façam tardes as manhãs
Façam artes os artistas
Faça parte da maçã
A condenação prevista
Façam chuvas os Xamãs
Façam danças as coristas
Façam votos que esta corda
Não sabote o equilibrista

Façam Beatles "For No One"
Faça o povo a justiça
Faça amor o tempo todo
Que amor não desperdiça
Faça votos pra alegria
Faça com que todo dia
Seja um dia de domingo

Façam tardes as manhãs
Façam artes os artistas
Faça parte da maçã
A condenação prevista

Façam Beatles "For No One"
Faça o povo a justiça
Faça amor o tempo todo
Que amor não desperdiça
Faça votos pra alegria
Faça com que todo dia
Seja um dia de domingo

(Osvaldo Montenegro)

Votos de um lindo final de semana
Um abraço