terça-feira, 6 de janeiro de 2009

poema

E... O SOL BRILHARÁ
OH MUNDO!...


Mundo de loucos
Mundo onde querem ser poucos
Mundo de disfarce e mentira
Mundo de tracalhadanças
Mundo de diabretes
Mundo onde se espalha a confusão
Mundo da ilusão
Mundo do fantasma brincalhão
Mundo de tigres de papel
Mundo de trixs
Mundo de tiranetes
Mundo de ventríolocos
Mundo de compradores
Mundo de corruptores
Mundo que gera “senhores”
Mundo de desamores
Mundo do trol
Mundo de irracionais
Mundo de anormais
Mundo, que mais?
Mundo do rol
-------------------------------------------------------------------------------------------
Mundo de eterno optimismo
Mundo de eterno amor
Mundo de eterno romantismo
Mundo de eterno brilhar do sol!
---------------------------------------------------------------------------------------------

Daniel Costa

17 comentários:

Laura disse...

Mundo de eterno optimismo
Mundo de eterno amor
Mundo de eterno romantismo
Mundo de eterno brilhar do sol!
-----------------

É dessa parte que gosto mais, tem a ver comigo...temos e devemos ser assim...

Mundo feito de bons pensamentos
Onde haja amor e muita paz
Que não renegue os ensinamentos
Que um Mestre amigo sempre nos tráz!...

Está aqui a minha resposta neste pequenino verso, feito com amor. Bem hajas amigo pelas tuas palavras amigas..laura..

Marta disse...

Que seja optimismo....para que a paixão renasça com cada onda na praia e estejamos em paz, com risos...
Obrigada pela visita, pelo comentário tão carinhoso...
Beijos e abraços
Marta

Sandra Daniela disse...

"Mundo do optimismo, de eterno amor"... Era ssim que gostaria de viver, era assim que deveria ser!

Um beijinho grande, Daniel

Val Du disse...

Oi, Daniel.
Eu quero o eterno brilhar do sol.

Um beijo.

JOCENDIR CAMARGO disse...

Um mundo de poetas é o que necessitamos, para alimentar nossos somhos, nossas esperanças... e com certeza você estaria em destaque nesse mundo...
um grande abraço amigo...

xistosa - (josé torres) disse...

Amigo Daniel

Por norma sou optimista, mesmo que me estejam a espetar uma tacha.
Penso sempre que será por descuido ...
Esta vida é mesmo ... (isso que todos pensam ... mas não dizem)

Para quê um mundo de amor?
Se estou velho e sabe-se lá com que sacrifício é que trepo para a cama que é muito alta!

Um mundo justo?
Depois onde metíamos os governantes que ainda estão vivos e os que trabalham na sombra para que nunca lhes falte o Sol.

Concordo com o mundo de mentiras e vaidades.
Todos somos iguais, uns mais iguais, porque ganham por dez ou mais iguais, escapam da cadeia com uma agilidade que nem um desportista de alto gabarito.
Safam-se de tudo e por tudo.

É esta a igualdade que vamos ter ..., mas será sempre assim enquanto todos forem de carne e ossso!

Ricardo Valente disse...

Mundos... meu mundo, nosso mundo. Abração!

FERNANDA & POEMAS disse...

Querido Daniel, belíssimo poema... Adorei Amigo!...
Um grande abraço de carinho,
Fernandinha

Sonia Schmorantz disse...

Faltou dizer mundo dos poetas, onde estes mundos por vezes acontecem simultaneamente...
Um abraço e obrigado por tuas visitas sempre

Véu de Maya disse...

Daniel,

bem realista a sua senibilidade poética...e a ironia que deixa sobre tantas coisas que provocam espanto.

Véu de Maya

Véu de Maya disse...

errata:

a sua sensibilidade...

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Finalmente, eu o encontrei, Daniel. Copiei o endereço do Blog para não errar mais. Amigo, publiquei no Galeria e gostaria de saber a sua opinião. Apareça.
By the way, já tinha lido esse seu poema, numa das minhas incursões procurando por vc. Ainda bem que fala de otimismo, amor, sol, tudo de bom.
Beijos,
Renata

Desnuda disse...

E viva o sol!!!

Adorei, Daniel! E que sejamos todos como os girassóis , sempre em busca da luz.


* Desculpe a demora no retorno..Estava viajando..Fico no vai e vem nessas férias. Mas sempre visitando amigos e blogs maravilhosos, como os teus.

Um grandioso e luminoso 2009!


Beijos

xistosa - (josé torres) disse...

Mundo de frio ...
mas que arrepio
que até perco o pio!!!!

Laura disse...

Ó xistosa!... mundod e amor para quê? ó balha-te homem, ó balha-te... as camas agora são no chão, quase e nem nos conseguimos levantar com o reumatismo...mas essa é fixe, andas sempre no gozo...
Mundod e amor sim, sempre, hoa amores e amores e entre os dois, venha o diabo e escolha!... Beijinhos aos dois. laura.

jo ra tone disse...

Um dia tudo se resumirá no que está escrito a azul.
É que este... não deverá continuar assim.
Abraço

ANA DINIZ disse...

Eis os dois mundos: o mundo do espírito e o mundo da matéria. O último é pobre, ganacioso, vazio. O mundo espiritual, sem a matéria, existe, independe-se. O nosso mundo... este parte do etéreo, e formando-se por misericórdia divina, passa a existir. O que preenche o nosso mundo é a Origem, o imaterial, a Luz. O nosso mundo sem Amor não passa de matéria corruptível, coisas que acabam por si só e apodrecem, assim como os nossos corpos.

Feliz aquele que ama para além do que vê. Feliz aquele q sente para além dos sentidos. Feliz o homem de bem. Feliz aquele que deseja ser feliz.

Beijos, grande amigo.
Coração pulsante pra ti.

Ana