quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

poema

A VIAGEM

Num dia de solidão
Concebi uma viagem
Desde então a minha vida
Conheceu uma viragem
Esvoacei até ao infinito
Avistei um mundo esquisito
Um primeiro a apregoar milhões
Povo apenas com miragens
Onde apenas chegam tostões
As farturas no reino
Pareciam ser tantas
Eram bravatas afinal
De quem veio falar de beatas
Aconteceu em Portugal
Um país de beleza natural
Onde há homens
De tamanha pequenez
Foi assim que Deus os fez
A apregoar riquezas
Onde apenas há mesquinhez
Que caminho segue Portugal?

Daniel Costa


14 comentários:

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Muito bom o poema, Daniel. Só não conheço muito a realidade do país para julgá-lo no seu justo valor. Quanto ao que vc me perguntou, Os Blogs diferem dos portugueses.
Você tem que ir em "esquema", haverá uma coluna à direita em quee stará escrito, "adicionar mini-aplicativo". Aparecem várias opçoes e vc escolhe a que quiser. Se for para pôr selo, você escolhe imagem, o mesmo para fotos. Espero que consiga.
Um abraço,
Renata

Olhos de mel disse...

Bela prosa poética, lindinho! Infelizmente não posso tecer comentários a respeito, por desconhecer a realidade daí, mas o conteúdo poético, está muito bom!
Beijos

Sonia Schmorantz disse...

Tua preocupação política e social com os destinos do teu país é evidenciado em todos teus poemas. O amor ao paìs, às raizes, é uma das formas mais bonitas, visto que hoje muitos esqueceram-se de ter ideais mais nobres e comprometidos com a sociedade em que vivem.
Um abraço

Laura disse...

Ai minha nossa, se não deixas de te preocupar com a nossa terra, ainda adoeces...
Os poucos que querem saber disso, nada podem fazer, os muitos que podiam algo fazer, não se ralam com nada do que está a acontecer, e assim; deixa pra lá e tenta viver...

Ana Martins disse...

Caro Daniel,
muito bom mesmo!
E com uma grande dose de verdade!

Parabéns, Beijinhos,
Ana Martins

xistosa - (josé torres) disse...

Vamos pelo bom caminho.
Na encruzilhada, para um lado dizia:
"CAMINHO do MAL", para o outro, "CAMINHO do BEM", todos escolhemos o CAMINHO do BEM, porque o outro estava muito concorrido ... mas enganámo-nos.
Aqui estão todos os benfeitores que nos aliviam de tudo o que possa reluzir ...

É este o caminho que segue Portugal!!!

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Daniel.

Como sempre seus versos criticando a situação do país e do povo.

Ótimo poema!!!

BOA QUARTA-FEIRA DE CINZAS!


♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥

FERNANDA-ASTROFLAX disse...

QUERIDO DANIEL, GOSTEI DO POEMA E MUITO... ADORO TODA A TUA ESCRITA... UM GRABDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Mariazita disse...

Cheguei há cerca de meia hora e já estou ao leme…

Venho, em nome da Líria, agradecer a visita ao Lírios.
Ela voltou à sua actividade normal de estudante,
que a obriga a manter-se afastada.
Na sua ausência, tentarei manter o barco em andamento.

Espero poder continuar a contar com a tua visita.
Até sempre.

Beijinhos
Mariazita

Lucy Lordelo disse...

Lindo poema!!! Digno de um conterrâneo de Camões. Um grande abraço.

Avid disse...

O mesmo que a humanidade. Sem rumo. Ao sabor das decisoes alheias. Aqui. Ai. Tudo parece girar em torno de um nada bem maior que tudo.
Politicas...
Bjs meus

jo ra tone disse...

Daniel,
Cá vamos cantando e rindo
Aplaudindo os futebóis
(Como se eu gostass de futebol)!
Abraço

Val Du disse...

Oi, Daniel.
Por todos os lugares é assim: tanta riqueza, mas nem todos desfrutam dela.

Amigo, somos inconformados com os rumos deste mundo, e sempre seremos.

Um beijo e um abraço.

Bandys disse...

Daniel,
Muito lindo. Bom pra refletir
deixo pra vc um
_
__________*bjo*bjo*___*bjo*bjo*____________
______*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*____
____*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*__
_*bjo*________*bjo*bjo*bjo*_________*bjo*__
____*bjo*bjo*bjo*________*bjo*bjo*bjo*_____
______*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*____
__________*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*________
____________*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*__________
________________*bjo*_bjo*_________________