terça-feira, 7 de julho de 2009

poema





JUNHO NA NAZARÉ

Mês dos Santos Populares
É o de Junho das datas festivas
Fogueiras e arraiais como altares
Onde reina a sardinha assada
Degusta-se como um dos manjares
Primeiro Santo António a treze.
Muito andou pela Lisboa da moirama
Ficou famoso
Andou muito por Alfama
Depois das marchas
Arraiais nos bairros antigos, os de mais fama
Vinte e quatro o S. João no Porto
Santo que não seria tão brincalhão
O povo não fica absorto
Na zona da Ribeira faz-lhe um festão
Arraiais onde abundam martelinhos
Festeja-se com alegria S. João
A vinte oito S. Pedro
A piscatória Póvoa de Varzim
Dedica-lhe muita devoção
Sai o povo à rua a adorá-lo
Marcham e festejam com coração
Por todo o país é assim
A profana devoção
Os Santinhos e a sardinha na brasa na Nazaré
Também estiveram presentes
Não podiam ali sofrer tratos de polé
O povo também é muito crente
Nas traineiras os pescadores
A trouxeram-na do mar em frente
Que se venerem os Santos
Venha a sardinha assada
Minha gente

Daniel Costa
Que também captou as fotos na Nazaré

12 comentários:

VANUZA PANTALEÃO disse...

Hummmm, essas sardinhas me encheram a boca d'água de tão apetitosas!
Você sabia, amigo, que as sardinhas brasileiras estão quase em extinção? Sabe por que? Porque os destruidores da natureza as pescam na "piracema", na época em que elas estão se reproduzindo. Ainda temos sardinhas à venda, mas são minúsculas e espinhosas, um absurdo, um crime!
Ah, as sardinhas são peixes que só trazem benefícios ao coração, agora, uni-las às comemorações dos Santinhos fica mais charmoso ainda.
Seu Poema é tudo de bom, Daniel!!!Bjsss

Desnuda disse...

Maravilha de poema e narrativa, amigo! Gosto muito de ler e " invadir" teus versos, tecendo imagens que nunca vi, mas que satisfazem minha curiosidade. Obrigada.


Beijos

Ana Martins disse...

Nazaré é lindíssima, sardinha assada também gosto muito e o seu poema Daniel está magnifico, é um dois em um, Homenageia a Nazaré e todos os Santos Populares ao mesmo tempo.

Beijinhos,
Ana Martins

Val Du disse...

Que belo, Daniel.

Beijos.

VANUZA PANTALEÃO disse...

Daniel, meu amigo!
Gostei tanto do seu relato que me senti mais orgulhosa ainda em merecer essa nossa Amizade.
Que os santos façam o "milagre das sardinhas" e das grandes tradições dos nossos povos.
Abraço bemmmm carinhoso!!!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, querido Daniel:
Vc sabe como aprecio os seus posts que falam do nosso querido Portugal e este ainda vem com fotos que despertam o apetite. Não faz isso, homem, não posso comer quase nada.
Lembrei-me do poema que publiquei: MULHER, mas vou querer o sereia, posso pegá-lo já? Vou pegar.
Amigo, vc comentou hj no GALERIA e eu acabei de postar lá, e queria que vc apreciasse o post.
Conto com vc.
Um beijo,
Renata
PS: Vou pegar o poema da SEREIA e publicá-lo já no POESIAS EM LÍNGUA PORTUGUESA.

Sonia Schmorantz disse...

Que venham as festas e a boa comida! Afinal, pode ter coisa melhor?
Um abraço Daniel

Whispers disse...

Ola Daniel!

Tanto santo,mas que fazem um conjunto de poemas bonitos.
Gostei de ver as fotos,mas detesto sardinhas(peixe)

Tens encanto nas palavras,as sabes juntar muito bem.
Como sempre,maravilhoso,parabens

beijinhos mil
Whispers

Daniela Filipini disse...

Que bonito *-*

jo ra tone disse...

Belo poema Daniel,
As sardinhas nesta época
são rainhas
Não me farto.
Abaço

Val Du disse...

Oi, Daniel.

Bom final de semana.

Beijos

Bandys disse...

Daniel,
Essas sardinhas deu agua na boca ...
Junho mes dos Santos e aqui no Brasil tambem se comemora...
Deixo pra voce im enorme abraço e um beijo no ♥