A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

poema



ATALAIA


Não sou voyaer

Não resisto de mansinho

Apreciar uma linda mulher

Naquela praia de brancas areias

Ali à beirinha do mar

Passava uma mulher bela

Não resisti

Fixei o olhar nela

A meus olhos

Que mulher bela!

Naquela praia

Elegante bonita singela

De atalaia, via-a como sereia

Oh que mulher bela!

Calma serena

Sonhava com a visão

Visão terrena

A mulher absorta passeava

Como numa verbena

O cheiro a maresia, um gosto

Na minha atalaia

Esquecia, passava a mulher

A mulher, tal faia

A despertar dalgum torpor

A mulher elegante bela

Será isto platonismo

Ternura ou platónico amor?


Daniel Costa

12 comentários:

Andresa disse...

Oi amigo, passei para desejar um otimo dia...

Apreciar uma bela mulher....Tudo qúe pe belo é para ser apreciado


Um grande abraço
Andresa Araujo

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Bom dia, querido!
Esse todo mundo vai saber que é para mim mesmo, pois essa foto minha é mais do que conhecida na Blogocoisa.
Obrigada, esse é o poema mais bonito que vc fez para mim; aliás, o mais bonito que já fizeram para mim.
Beijos, beijos, beijos,
Renata

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Ah, esqueci de dizer que em nosso Blog, onde o poema está publicado, os comentários chovem.
Bisou,

Val Du disse...

É um poema interessante. :)

Beijos

FOTOS-SUSY disse...

OLA DANIEL, BELA FOTO, TENS BOM GOSTO...ADORAVEL POEMA...

UM OPTIMO FIM DE TARDE...

ABRACO!!!


SUSY

Pensador disse...

Caro Daniel,
Certamente já deves ter ouvido a música "Garota de Ipanema", de Antônio Carlos Jobim e Vinícius de Moraes:

Olha que coisa mais linda
Mais cheia de graça
É ela menina
Que vem e que passa
Num doce balanço, a caminho do mar

Moça do corpo dourado
Do sol de Ipanema
O seu balançado é mais que um poema
É a coisa mais linda que eu já vi passar

Ah, porque estou tão sozinho
Ah, porque tudo é tão triste
Ah, a beleza que existe
A beleza que não é só minha
E também passa sozinha

Ah, se ela soubesse
Que quando ela passa
O mundo inteirinho se enche de graça
E fica mais lindo
Por causa do amor

Se voyaerismo, platonismo, ternura ou amor, não sei dizer. Mas que nos chama a atenção, chama.

Ana Martins disse...

É sem dúvida uma belíssima homenagem à MULHER!

Beijinhos,
Ana Martins

SAM disse...

É bom apreciar o belo de forma bonita como a sua, Daniel! Enobrece a mulher. E lindo o poema.

Beijos

Sonia Schmorantz disse...

O belo é para ser visto, para agradar aos olhos de quem vê, e se dessa visão surge esta inspiração, melhor ainda...
um abraço

poetaeusou . . . disse...

*
Sereias
do Século XXI,
,
um abraço,
,
*

Everson Russo disse...

Belissimo poema e belissima homenagem a nossa querida amiga Renata que é um doce de pessoa, parabens,,,estou vindo aqui pela primeira vez, maravilhoso seu blog, forte abraço e um otimo final de semana.

www.olivrodosdiasdois.blogspot.com

Everson Russo

Deiseli disse...

Meu caro amigo Daniel seus poemas são maravilhoso parabéns.