sábado, 21 de novembro de 2009

Poema



DANIELA


Adolescente bela
Elegante, bonita
É assim a Daniela
Juventude alegre, descontraída
Afinal, temos o retrato dela
Vê-se divertida
Meus deuses! É ela
Paraguai, Assunção
Eis a elegante Daniela
Elegante, respira vida
Evoluciona no ginásio
Vê-se como que divertida
Aqui à junto de uma mão
A que acciona
A computadorização
O moderno milagre
Daniela em Assunção
Evoluciona, divertida
Ei-la!... Apreciei de coração
Bonita Daniela
Uma garota bonita
Muito bela

Daniel Costa

Publicada por Daniel Costa em 23:09 21 comentários

Etiquetas: poema

13 Outubro 2009



5 comentários:

Everson Russo disse...

Belissima reedição da belissima Daniela...abraços amigo e otimo sabado pra ti.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá Poeta!
Embelezando o seu espaço com a Bela Daniela!?
Passo voando
Orides é poetisa, ok?
Hoje temos Anarquia
Muito obrigada, amigo
Beijos
Até mais
Renata
PS: Saio com as crianças :)))

Whispers disse...

Querido Daniel.
Eu te mandei um E-mail.
Fiquei comovida em saber que ja tinhas passado uma situacao de saude tao desagradavel, so qu isso me fez te admirar muito mais, e ver o homem que es, um lutador.
Obrigado por me teres contado, sao factos da vida que fazem ver por vezes que existe neste mundo pessoas que sabem viver a vida e nao so passarem pela vida
Mil beijos em teu coracao
Rachel

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO DANIEL, UMA BELESA JOVEM E LINDA... TAMBÉM GOSTEI DO POEMA...
ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Carmem disse...

Dani

Lindo o poema!

Bjuss