A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

poema de Natal

EH!... A TODOS DESEJO MUITA PAZ, MUITA ALEGRIA, AO MENOS POR UM DIA!... UM BOM NATAL!...

SONHO DE NATAL

Permanente o sonho
Na sua aldeia, persistia
Na ajuda do campo
O menino, do sonho vivia
Acreditava
Que a trazer presentes
De Natal a todos os meninos
Jesus
Pelas chaminés descia
Esse, esse tal sonho
Teimava e resistia
Sonhava todo o santo dia
Tinha acabado a Segunda,
A Segunda Grande Guerra
Na sua bondade
Na humildade do sonho
Sonhava que outra contenda
Mais guerra não haveria
Sonhava e vivia
Da vida, o que se passava
Só da aldeia conhecia
Sonhava, vivia do sonho
Mais longe iria
Um universo mais alargado
Seria ai que cresceria
Veio o frio Natal
Atormentou-o, um pesadelo
Em forma de sonho
Sonhou, que na grande cidade
Onde tudo bonito lhe parecia
De tudo havia, até maldade
O sonho prosseguiria
Tanto de noite, como de dia
Um meio mais elevado
Aprender mais queria
Querer e saber
Uma outra vida, mesmo de luta
Sonhava, desejava, queria
Trabalhar e viver em tranquilidade
Paz como na aldeia se vivia
E o sonho persistia
Passaram alguns Natais
Cumpriu-se o sonho
Os Reis Magos pressagiavam
Sonhos siderais
Como nos seus sonhos divinais!...


Daniel Costa

17 comentários:

Mariazita disse...

Que lindo, Daniel!
Muito bonito mesmo, este teu poema.
Vivia do sonho, este menino, do sonho de não mais haver guerra.
Todos sonhamos com isso, mas infelizmente não sei se algum dia haverá paz no mundo...

Beijinhos
Mariazita

Véu de Maya disse...

agradeço sua visita ao meu blogue e achei lindo o gesto de se associar ao aniversário da nossa linda amiga-Helô...


meus cumprimentos.

véu de maya.

Laura disse...

Saiste da aldeia, correste meio mundo, realizaste alguns sonhos, aprendeste da vida o que querias! Dá-te por feliz que nem todos percorreram terras dáfrica como tu!...
Beijinhos da laura.

Quase Trinta disse...

Mundo lindo o poema de natal
Inspirador.
Te adicionei no msn viu?
beijos

Cristiana Fonseca disse...

Olá Daniel,
Lindo o poema, linda a mensagem do poema.
Adorei o blog novo, adorei este mundo mágico de tua escrita. Parabéns.
Abraços,
Cris

Desnuda disse...

Lindo, Daniel! Adorei este poema de Natal. Como escreves bem, amigo....Obrigada.


Grande beijo!

Val Du disse...

Que poema lindíssimo! O Natal real pode acontecer.

Um beijo.

Eu sei que vou te amar disse...

Lindo Daniel!
Um poema que condiz com esta quadra em que o Natal é um sonho nos olhos de uma criança!
Desejo um Feliz Natal com muita paz!
Um beijo muito carinhoso

Ricardo Valente disse...

Espero ler-te mais, antes do Natal! Muito bom, Daniel. Abração!

Bandys disse...

Daniel,
Lindo!
Os sonhos de natla saõ puros..saõ feitos de meninos sonhando com paz...
Amei!!


________________Paz
_______________União
______________Alegrias
_____________Esperança
____________Amor Sucesso
___________Realizações Luz
__________Respeito harmonia
_________Saúde solidariedade
________Felicidade Humildade
_______Confraternização Pureza
______Amizade Sabedoria Perdão
_____Igualdade Liberdade Boa sorte
____Sinceridade Estima Fraternidade
___Equilíbrio Dignidade Benevolência
__Fé Bondade Paciência Brandura Força
Tenacidade Prosperidade Reconhecimento
_______________!!!!
_______________!!!!
_______________!!!!


Beijos

PS: Mas volto antes do natal, só pra te dar um beijo, rsrs

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Daniel, vc se importa de voltar o mais rápido possível ao Poemas? É que o meu Amor zangou-me comigo, então lhe preparei um brunch. Por favor.
Beijos,
Renata
By the way, seu poema é lindíssimo

Líria disse...

Venho, em meu nome pessoal como autora do post “Amar”, e em nome de Líria, como administradora do blog OLHAI OS LÍRIOS DO MACUÁ, agradecer a visita com que nos honrou.
Esperamos poder continuar a contar consigo.

Beijinhos
Mariazita

No tempo de aulas não poderei fazer tantas visitas como gostaria, mas os estudos estão em primeiro lugar.
Conto com a vossa compreensão e carinho. Venham sempre.

Um grande beijo
Líria

ANA DINIZ disse...

Q coisa mais linda, meu amigo. Respiro fundo... Vc me comove. A Segunda Grande Guerra arrasou literalmente comigo, se é q vc entende. Tbm foram muitas vidas ceifadas, inúmeros contingentes entregues à dor do Holocausto - o mundo precisou de forças divinais para reerguer o fundamento da paz. É necessário mantê-la, embora a guerra ande sempre explodindo em locais sofríveis e multilados pela ganância.

Matenhamos a paz em nós. Isso é Natal. Sonhos de alegria!

Lindíssimo, meu lindo! Com todo o pleonasmo merecido e inspirado!

Estou me despedindo...
Aparece.


Bjos da sua irmã.

Ana

xistosa - (josé torres) disse...

Um episódio de vida ...
Uma certeza que afinal se concretizou.

Por vezes temos aquela "convicção e firmeza", é isso que nos faz deslizar ... até atingirmos a concretização do sonho.
Muito belo.

Ana Martins disse...

Muito lindo,um poema de Natal a partir de um sonho.
Adorei!

Beijinhos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Daniel:
Sabia que tenho mais um Blog? É o TRISTÃO E ISOLDA, onde publico pesquisas relativas ao tema que venho fazendo há anos. Hj, fiz uma postagem. Não postarei todos os dias, vou deixar o post esgotar-se.
http://tristoeisolda.blogspot.com
Beijos e apareça,
Renata

Olhos de mel disse...

Lindo amigo! Linda prosa poética! Sonhos que nem sempre se realizam, mas sonhar é preciso! Também postei sobre meu sonho de natal.
FELIZ NATAL e que o ANO NOVO seja de realizações, paz, saúde e amor!
Beijos