quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

poema

AVENTURA

A vida é aventura
É-o mesmo que seja
Extremamente dura
A minha se bem contada
Faria chorar
As pedrinhas da calçada
Quiçá o átomo
Mas que nada
Olhemos com optimismo
A sempre fiel amada
Esquecer, não resulta
Equacionar tormentos, sem fim
Resultaria muito ruim
Falo das boas recordações
Dirão muitos:
Mundos de ilusões!...
Falar só em jeito de aventura
Da vida, é atitude segura
Pressupõe optimismo de puritano
Brinquedos, digo em segredo
Só os que fabriquei – aventura!...
Hortas e árvores
As que semeei e plantei
De cereal, confesso que sei
Em enologia total trabalhei
Por fim de sol a sol

Ceifando a jorna ganhei
Tentar perseguir
Alguém ainda cavador
Devia ser vergonha
Dos prepotentes senhores
No Circulo de Leitores
Mais audácia e arrogância
Deveriam ter quando expulsos
Prepotentes, que podiam fazer?
Trabalhassem com lisura
Muito tinham de aprender
Deveriam ter sido subservientes!...
Jamais necessitaria de dizer sim
A prepotentes
Nada de hombridade
Criaram ambientes
Pior que masmorras da PIDE
Devem!…
Nunca responderam porquês
Podem, continuar a ser prepotentes!
Oh Zeus!...
Mais uma aventura adeus
Sei trabalhar, Há mais a fazer
Outra aventura
Encontrarei outros ateus!...

Daniel Costa

NOTA: o poeta Fernando Pessoa escreveu na revista "Comércio e Contabilidade," em que colaborou, o seguinte:


"O erros dos empregados"

"É do pior gosto e do pior efeito, desculpar-se um chefe com um erro dum empregado. Não foi erro de empregado. Todo o erro dum empregado é apenas o erro de ter empregados que fazem erros".

18 comentários:

Carla disse...

um belíssimo trabalho, complementado com uma boa ideia de Fernando Pessoa
beijos

Laura disse...

Rapaz, a minha patro escrevia cada carta mais cheia de erros, mas ela dava o rascunho do que queria que eu escrevesse e eu arranjava tudo nos termos comerciais... tantos erros, e o patrão também dava bastantes, mas... empregados fazem aquilo para que são pagos!...
Beijinhos.

Ana Martins disse...

Caro Daniel,
EXCELENTE!!!!

Votos de um Santo e lindo Natal junto de todos os que ama e o rodeiam.

Beijinhos

SAM disse...

Amigo Daniel,

desejo-lhe um feliz natal e para todos os seus familiares!


Grande beijo

Vivian disse...

...bom dia, poeta!

vim passear por aqui, e amei
tudo que lí.

muahhhhhh

Val Du disse...

Oi, Daniel.

A vida é uma aventura...

Seus poemas são muito profundos, são tocantes.

Um beijo.

Mariazita disse...

Uma verdadeira aventura, este teu poema!
Nenhum pormenor ficou esquecido...
Gostei!

Bom fim de semana

Beijinhos
Mariazita

Bandys disse...

Daniel,
São fã de seus poemas!

sempre profundos; adoro!!!

beijos

Ricardo Valente disse...

A vida é uma aventura, como falas. Digno são teus olhos, perante ela. Cada vez a certeza é maior, olhos de poeta, vida de poeta... e que bom! Forte abraço daqui!

mundo azul disse...

_________________________________


Belo e reflexivo texto, Daniel!

Beijos de luz e o meu carinho...

_________________________________

Líria disse...

Venho agradecer a sua visita ao meu blog, que me deu muita satisfação.
Dei uma olhada pelo seu blog, e gostei imenso dos poemas que vi.
Espero que continue a visitar-me.
Eu virei sempre que os estudos me dêem uma folga...
Obrigada.

Boa noite e bom Natal

Bjs
Líria

xistosa - (josé torres) disse...

A vida é uma aventura, com erros, sempre com erros ...
mal de nós que tudo seguisse o seu curso normal.
Seria uma monotonia e sem a beleza de se saber que o vizinho esfaqueou a mulher, que a prima do Zé, fugiu com o tipo do talho.
Que morrem nas estradas inocentes e criminosos...

Que há alguém que acerta no Euromilhões ... e nós não.

Mundo de ilusões...

Remate do Fernando Pessoa, com os pormenores personalizados ...

Menina do Rio disse...

A força do pensamento

A minha sugestão para estes tempos é:
Vamos doar-nos mais e diminuir o individualismo!
Que tal, um pouco mais de atenção aos filhos, aos
companheiros(as), aos almoços de domingo, menos
eu e mais "nós"?
Prega-se tanto amor, mas cada um só vê o seu
desamor; todos correndo numa busca louca de ter,
que acabamos por esquecer-nos de "ser".
Já viram um Maracanã lotado em dia de clássico?
Existe no futebol o chamado "inconsciente coletivo"
Esse "inconsciente" é capaz de virar um jogo!
Então imaginem 10 mil Maracanãs cheios! E o inconsciente
coletivo dessa torcida toda; uns pelos outros!
Não só em tempos natalinos, mas em todos os dias
de nossas vidas! Se é verdade que a FÉ move montanhas,
então imaginem do que somos capazes se direcionarmos
nosso "inconsciente coletivo" uns aos outros; se
"crermos" e agirmos conforme essa crença.
Podemos fazer a diferença...

Esses são os meus votos de Natal!
Beijinhos
(Verô)


"Nenhum homem é uma ilha, isolado em si mesmo;
todos são parte do continente." (John Donne)

Marta disse...

Poema brilhante e quanto à citação de Fernando Pessoa, sei muito bem do que ele fala...
Nem admitem que fazem erros e ficam todos aborrecidos pela pessoa os corrigir...
Obrigada pelo comentário...
Boas Festas - o blog continuará activo, embora o tempo entre um post e o outro seja maior.
Beijos e abraços
Marta

Desnuda disse...

Meus sinceros votos de um feliz e renovador natal para você e seus familiares e que todas as suas esperanças se concretizem em 2009, .............!


Beijooooooooooooooooohohohohoho!

Véu de Maya disse...

Daniel!

belo poema...
Te desejo Um Natal Feliz e Um ano Novo á medida dos teus desejos...com muita paz e amor no coração do mundo.

abraço

Véu de Maya.

Laura disse...

Olá, bom sábado que já quase acabou e um belo Domingo que ainda nem começou! Um xi da laura..

Val Du disse...

Oi, Daniel.
Feliz Natal, e que 2009 seja repleto de novas alegrias para você.

Beijos.